21°
Máx
17°
Min

Movimento já recolheu 10 mil assinaturas em favor da fosfoetanolamina

Foto: Divulgação - Movimento já recolheu 10 mil assinaturas em favor da fosfoetanolamina
Foto: Divulgação

Mais de 10 mil assinaturas em pouco mais de 30 dias. Este é o resultado de um movimento que tem ganhado força, em Cascavel, em favor de uma luta nacional.

O abaixo assinado tem recolhido assinaturas de pessoas que apoiam os estudos e a fabricação de medicamentos com a fosfoetanolamina, uma substância que tem apresentado resultados positivos no combate ao câncer.

A esperança pela cura de uma doença tão temida tem atraído a adesão pela causa em diferentes comunidades. Movimentos religiosos e igrejas também já se posicionaram favoráveis a esta luta.

No Oeste, a defesa pelo uso da fosfoetanolamina começou com o vereador de Cascavel, João Paulo de Lima (PSD).

Foto: Divulgação

O legislador aderiu ao movimento, depois de conhecer o estudo sobre a substância e tentar salvar o próprio pai, vítima do câncer.

Neste sábado (12) uma concentração de jovens do movimento Tabor e da Igreja Católica, recolheu assinaturas no Centro de Cascavel.

Os trabalhos começaram cedo e se estenderam até o início da tarde. Mais de 300 pessoas assinaram o abaixo assinado em favor do uso da fosfo.

Luta com avanços

A luta ganhou força no cenário político. A deputada Leandre Dal Ponte (PV) esteve na USP (Universidade de São Paulo), acompanhada do vereador João Paulo.

A parlamentar teve acesso aos estudos produzido pelos cientistas e soube dos benefícios e resultados positivos com a substância.

Ela passou a integrar o movimento em favor da fosfo no país. Leandre foi relatora de um projeto aprovado na Câmara Federal que prevê a liberação da fabricação de remédios com a substância.

O trabalho segue agora para apreciação do senado e se aprovado, deve ir para a sanção da presidente Dilma. Quem também assumiu ser favorável a causa é o apresentador Ratinho.

Em rede nacional ele debateu o assunto com especialistas e mostrou os relatos de vítimas que afirmam os resultados positivos após o uso da fosfo no tratamento contra a doença.

Quem ainda não assinou o abaixo assinado, mas tem interesse em aderir a causa, pode entrar em contato pelo telefone (45) 3321-8842.