22°
Máx
16°
Min

MP aponta irregularidades cometidas por dentistas de Prefeitura

Investigação realizada pela Promotoria de Justiça de Palmas, a 88 quilômetros de Pato Branco, constatou que sete dentistas contratados pela prefeitura de Palmas atendiam em consultórios particulares nos horários em que deveriam trabalhar para o Município.

A ação da Promotoria teve o apoio do recém-criado núcleo de Francisco Beltrão do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), que realizou nesta terça-feira (22), em Palmas, a Operação Tiradentes – a primeira do novo núcleo. Durante operação, foram apreendidos diversos documentos que podem comprovar as irregularidades. Além disso, um dentista foi preso em flagrante pelo Gaeco quando fazia atendimento em seu consultório particular, no horário em que deveria trabalhar para a prefeitura, depois de ter batido ponto no serviço público.

O material apreendido e as provas serão analisados para a conclusão das investigações, que poderão embasar a denúncia criminal contra os envolvidos, por falsidade ideológica, estelionato e peculato. Além disso, o Ministério Público deverá instaurar inquérito civil para apurar atos de improbidade administrativa que poderão resultar em ações civis públicas contra os investigados.

Colaboração Assessoria de Imprensa.