22°
Máx
17°
Min

MP denuncia agentes que teriam obrigado adolescente a comer barata

(Foto: Divulgação/Polícia Civil) - MP denuncia agentes que teriam obrigado adolescente a comer barata
(Foto: Divulgação/Polícia Civil)

O Ministério Público apresentou três denúncias criminais por abuso de autoridade em Maringá. Em um dos casos, três agentes penitenciários são acusados de espancarem um adolescente apreendido e ainda obrigarem o garoto a comer uma barata. O caso teria acontecido dentro da 9ª Subdivisão Policial.

Um guarda municipal de Maringá é o acusado da segunda denúncia criminal, referente a um fato de 2014. O servidor também teria agredido um adolescente de 17 anos, aplicando choques elétricos com o uso de uma pistola taser.

O terceiro processo diz respeito a um investigador da Polícia Civil de Astorga, durante uma abordagem de trânsito em Maringá. Em junho de 2015, o homem teria obrigado um condutor a descer do veículo sem motivo aparente.

O policial ainda é acusado de apontar a arma ao motorista e intimá-lo a comparecer na delegacia. Neste caso, além de abuso de poder, o servidor pode responder por constrangimento ilegal.

Cabe agora à Justiça analisar as denúncias e decidir se vai aceita-las.

Colaboração: MP-PR