22°
Máx
16°
Min

Curitibano pode pagar multa de R$7 mil

(Foto: Jaelson Lucas/SMCS) - Curitibano pode pagar multa de R$7 mil
(Foto: Jaelson Lucas/SMCS)

Quem não colaborar com o combate à dengue em Curitiba poderá ser multado em até R$7 mil. A nova punição foi anunciada nesta sexta-feira (11) pela Prefeitura de Curitiba, na semana em que a cidade registrou um aumento no número de casos de dengue na cidade.

Neste último boletim, divulgado pela Prefeitura, 287 casos de dengue tinham sido confirmados. Desses, 286 são importados e um é autóctone, ou seja, contraída no município. Além disso, foram registrados 29 casos do Vírus Zika, três deles autóctones, e quatro casos de Chikungunya, todos importados. Além disso, apenas em 2016 já foram registrados 163 focos do mosquito Aedes Aegypti.

Segundo a Prefeitura, quando focos do mosquito forem encontrados, os proprietários vão ser, inicialmente, intimados a regularizar a situação. Se a orientação não for cumprida, a multa poder ser aplicada e varia entre R$200 e R$7 mil, conforme o histórico, a gravidade do caso e o risco à saúde de outras pessoas.

De acordo com a Prefeitura de Curitiba, a punição está prevista em uma lei de 1996 (Lei 9.000/96) do Código de Saúde do município, mas só foi efetivada a partir de agora, como uma forma de “conscientizar a população e controlar a transmissão de dengue, zika e chikungunya na cidade.

Número de denúncias  voluntárias aumentou

Ainda de acordo com a Prefeitura, o número de denúncias sobre possíveis focos da dengue no município duplicou neste ano em relação a todo o ano de 2015. No ano passado, foram 1.597 registros. Já em 2016, o número de denúncias até o final de fevereiro chegou a 3.343 registros. As denúncias podem ser feitas por meio da central 156.

Colaboração: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Curitiba