22°
Máx
14°
Min

Músicos brasileiros são suspeitos de morte de jovem no Paraguai

Foto: Facebook - Músicos brasileiros são suspeitos de morte de jovem no Paraguai
Foto: Facebook

A Polícia do Paraguai continua as investigações sobre a morte de uma jovem brasiguaia, em Santa Rita, na madrugada do dia 08. Conforme a investigação um grupo musical, contratado para fazer o show em uma feira da cidade, onde a jovem trabalhava como promotora de vendas, são os suspeitos do crime.

O corpo de Jessica Lovatto de Oliveira foi encontrado dentro de um bueiro. A jovem de 19 anos foi estrangulada e tinha sinais de violência sexual. Conforme a polícia, imagens de câmeras se segurança do parque de exposições, mostram que os últimos momentos de vida da vítima foram com os integrantes da banda gaúcha.

Segundo a investigação, na análise dos vídeos é possível ver Jessica com um dos músicos, em seguida eles saem do local e vão para trás do palco, onde estava o ônibus da banda. A polícia ainda não sabe o exato momento em que a vítima foi assassinada. Uma testemunha já prestou esclarecimentos. Ela estava com a vítima pouco tempo antes da morte.

O Ministério Público do Paraguai emitiu uma nota falando das suspeitas dos músicos brasileiros e afirmando que as medidas necessárias já estão sendo adotadas. No dia em que o corpo da jovem foi encontrado, a polícia deteve um suspeito, mas segundo a investigação, as imagens mostram ele saindo sozinho da feira de exposições.

A prisão se baseou em troca de mensagens entre a vítima e o rapaz.

Versão da banda

Na página oficial do grupo no Facebook, os integrantes da banda publicaram um texto, onde afirmam ser inocentes.

“O Grupo Safira com mais de 30 anos de história limpa se declara inocente das acusações das redes sociais e as investigações da justiça do Paraguay vão provar que o componente do Safira é inocente”, diz a mensagem.

Colaboração: La Nación