23°
Máx
12°
Min

Na rodoviária de Maringá, indígenas vivem em situação precária em ponto de ônibus

Quem passa pelo Terminal Rodoviário de Maringá vê uma cena que incomoda. Famílias indígenas ‘morando’ no ponto do transporte coletivo, com muitas crianças dormindo ao relento. O indígena Alexandre Alves classifica a situação: humilhante.

A maior parte dos índios encontrados pelas ruas de Maringá vem de Manoel Ribas, na região central do Paraná, ‘empurrados’ pela pobreza da aldeia. “Várias pessoas já saem para a venda [de artesanato] por falta de recursos dentro da aldeia”, contou Alves.

A situação choca quem vê, como o motorista João da Luz. “É terrível isso aqui, é insuportável, é desumano. Alguém tinha que tomar alguma providência, prefeitura, assistente social ou até mesmo a Funai. Alguém tem que fazer alguma coisa”, defendeu.

Veja a matéria de William Souza e Alex Magosso da Rede Massa/TV Tibagi.