23°
Máx
12°
Min

Norte pioneiro registra mais dois casos do ‘golpe da Copel’

(foto: Jonas Oliveira/ANPr) - Norte pioneiro registra mais dois casos do ‘golpe da Copel’
(foto: Jonas Oliveira/ANPr)

A Polícia Militar registrou na quarta-feira (18) mais dois casos de golpes aplicados por pessoas que se passam por funcionários da Copel para assaltar casas no Norte Pioneiro.

Em Ibaiti (94 km de Jacarezinho), o golpista chegou a uma casa vestindo o uniforme da companhia e dizendo que o padrão da residência estava com defeito, exigindo um conserto que custaria R$ 250. Quando a mulher repassou o dinheiro, o “funcionário” pediu para que ela fosse até o banheiro e ficasse ligando e desligando o chuveiro.

 Quando a mulher desconfiou que seria um golpe e saiu do banheiro, o rapaz já estava fugindo correndo com mais R$ 600 e dois cartões bancários. Apesar do patrulhamento feito na região, ninguém foi preso.

 Em Siqueira Campos (90 km de Jacarezinho), o golpista, também uniformizado, usou a desculpa de fazer uma vistoria na residência com objetivo de baixar a conta de luz. Depois da “análise”, ele deixou o local levando o telefone celular da vítima. Ela repassou aos policiais que o golpista usava uma jaqueta bege, boné e óculos de sol, e fugiu em direção à rodoviária. Apesar das buscas, ninguém foi preso.

Alerta

A Copel lembra à população que em nenhuma circunstância seus funcionários ou os de empresas por ela contratadas recebem no ato dinheiro ou outros valores do consumidor a título de remuneração por serviços, taxa de visita, uso de material ou instalação de equipamento.

Todas as taxas de serviço da Copel são cobradas através da conta de luz. Além disso, os empregados ou os contratados da Copel não adentram nos imóveis, a não ser nos raros casos em que o medidor de consumo esteja instalado no interior da construção.

Em caso de dúvida, a empresa solicita que o consumidor entre em contato para confirmar se há algum serviço a ser realizado no seu endereço. A Central de Atendimento da Copel funciona 24 horas por dia pelo fone 0800 51 00 116. Se o consumidor suspeitar de que pode estar sendo vítima de um golpe, ele deve avisar imediatamente a Polícia.