22°
Máx
14°
Min

Novas regras para os taxistas de Curitiba

(Foto: Maurilio Cheli/SMCS) - Novas regras para os taxistas de Curitiba
(Foto: Maurilio Cheli/SMCS)

O prefeito Gustavo Fruet anunciou nesta quarta-feira (12) um conjunto de medidas para o serviço de táxi em Curitiba. Entre as mudanças estão a implantação de ar condicionado em 100% da frota e a padronização da vestimenta durante o horário de trabalho.

Os taxistas têm até dois anos para instalar ar condicionado nos veículos que ainda não contam com o sistema. De acordo com a prefeitura, 85% da frota já oferece esta comodidade. Assim como os motoristas do sistema executivo, os demais taxistas também terão que adequar suas vestimentas durante o atendimento aos passageiros. O prazo é de 120 dias.

Para os homens, a roupa padrão será calça e camisa social, suéter, blazer ou jaqueta. As mulheres podem ainda usar vestido, saia ou bermuda. As cores padrão são preto ou azul marinho. “A camisa, de manga longa ou curta, pode ser branca, azul ou preta, sem estampas. Suéter, blazer e jaqueta devem ser nas cores azul ou preta. Para os homens, sapato, meia e cinto preto ou marrom. As mulheres poderão usar saia, vestido ou bermuda social, na altura do joelho e também camisa social na cor rosa claro ou escuro. É permitido uso de logomarca por centrais, empresas ou entidades representativas da categoria legalmente constituídas”, divulgou a prefeitura.

A mudança imediata é a permissão para o uso da faixa exclusiva pelos táxis enquanto estiverem transportando passageiros. A liberação está em vigor a partir de hoje e os motoristas não devem utilizar a pista exclusiva sem passageiro a bordo. Também não é permitida a parada dos táxis em faixas exclusivas do sistema de transporte coletivo para embarque e desembarque de passageiros.  

Executivo

O sistema de táxis executivos também terá mudanças com prazo de até dois anos. Além da exigência de veículos com cinco portas, ar condicionado e air-bag duplo, os carros deverão ter motor de no mínimo 1.800 cilindradas e distância mínima de 2,65 metros entre os dois eixos. É obrigatório que o táxi seja da cor preta, tenha porta-malas capacidade mínima de 450 litros e que o motorista use roupa social, com gravata.

Os táxis adaptados para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida poderão passar para a modalidade compartilhada. Os interessados em mudar de categoria podem solicitar a transferência em seis meses.

Colaboração Prefeitura de Curitiba