22°
Máx
14°
Min

Número de exportações caem no Paraná, segundo dados da FIEP

O Paraná exportou em janeiro 871 milhões de dólares, -3,59% abaixo dos valores registrados no mesmo período de 2015. Os dados são do levantamento de Desempenho do Comércio Exterior da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (FIEP).

Soja continua sendo o grupo de produto mais exportado pelo Estado, com 20,71% de participação do total mensal. Carnes é o segundo produto da lista com 19,61% e, cereais é responsável por 11,82% dos negócios e ocupa a terceira posição. Na quarta colocação, material de transportes tem 8,09% de participação no total das vendas para outros países em janeiro.

O levantamento, de acordo com o gerente de economia da Fiep Marcelo Percicotti, mostra que as importações cresceram 0,23% em janeiro em comparação a dezembro de 2015. Os produtos comprados de outros países somaram 737 milhões de dólares, 30,15% abaixo do registrado no mesmo mês do ano passado.

O saldo líquido mensal, resultado do valor das exportações menos o valor das importações, foi positivo e atingiu 133 milhões de dólares em janeiro. Em 2015, o saldo acumulado do ano foi um superávit de 2,460 bilhões de dólares.

Parceiros comerciais

No caso das importações, o Paraná tem como principal parceiro comercial a China, com 20,41% do volume de negócios em janeiro. Mas ao comparar esse indicador em relação ao mesmo mês em 2015, há uma redução de 38,40% das transações entre a economia chinesa e paranaense.

Devido a uma importação atípica de máquinas finlandesas, o Paraná apresentou uma elevação no fluxo de comércio com a Finlândia de 2.036,96% entre janeiro de 2016 e o mesmo período de 2015. Marcelo Percicotti, explica que “essa condição muito específica permitiu à economia finlandesa tornar-se o segundo maior parceiro comercial paranaense em janeiro de 2016, com uma participação no total de produtos importados de 11,46%”.

No mês, o terceiro maior parceiro comercial é a Argentina, com participação de 9,35% do total de importações do Estado do Paraná. “Comparando o mês de janeiro de 2016 em relação ao mesmo mês de 2015, constata-se uma queda de 2,87% no valor das importações realizadas pela economia paranaense”, pontua Percicotti.

No fluxo do comércio, medido pelo resultado das exportações mais importações, a China supera a Argentina e é o principal parceiro comercial do Paraná, com 242 milhões de dólares movimentados em janeiro.