27°
Máx
13°
Min

O ‘antes’ e o ‘depois’ de uma horta feita por presos do Projeto Esperança

A imagem retrata bem o ‘antes’ e o ‘depois’ de uma horta feita pelos presos que integram o Projeto Esperança, em São Miguel do Iguaçu. O terreno que antes era alvo de constantes reclamações pelo mato alto, dois meses depois, se tornou uma horta produtiva.

Os trabalhos de transformação foram realizados por 10 detentos da Cadeia Pública de São Miguel do Iguaçu, no Oeste do Paraná. Eles integram um projeto que desde o ano passado, tem permitido a ressocialização e o aperfeiçoamento profissional dos presos.

O trabalho é coordenado pelo Delegado Francisco Sampaio e tem o apoio do Ministério Público e do Poder Judiciário. As verduras e hortaliças produzidas na horta serão consumidas pelos detentos, pelos alunos da Apae e também por idosos do asilo da cidade.

Outras atividades

Os presos que participam do projeto já entregaram neste ano, a restauração de uma Biblioteca Pública. Eles também ajudam na confecção de fraldas geriátricas, participam de oficinas de música e desenvolvem trabalhos sociais.

Em troca das atividades e dos serviços, os detentos ganham a remissão da pena.