23°
Máx
12°
Min

"Obra vai desafogar rede hospitalar do norte do Paraná", diz diretor da Santa Casa

(foto: Divulgação) - "Obra vai desafogar rede hospitalar do norte do Paraná", diz diretor da Santa Casa
(foto: Divulgação)

O Grupo Thá venceu o processo de licitação e vai iniciar em breve as obras de reforma e ampliação da Santa Casa de Londrina, conforme divulgado na segunda-feira pelo Massanews. O processo tem a finalidade de concluir a construção do bloco hospitalar e sua integração ao já existente e em funcionamento hospital da Santa Casa, o que é um grande desafio. Depois da reforma, o Hospital se tornará um dos maiores complexos hospitalares do Sul do país. “É um grande benefício social para Londrina e região, com mais e melhores condições de atendimento aos pacientes. Essa obra ajudará a desafogar toda a rede hospitalar de alta complexidade no norte do Paraná. Esperamos poder atender sempre melhor essa cidade”, afirma o superintendente da Irmandade da Santa Casa de Londrina - ISCAL, Fahd Haddad.

De acordo com o Diretor de Planejamento e Controle da Produção da Thá Engenharia, Gilberto Kaminski, 12 meses é um período desafiador para um projeto desse porte, mas a empresa aposta na experiência que possui no segmento e no rigoroso planejamento de obras que mantém. “Pela nossa expertise no segmento e pelo nosso foco em planejamento de obras, estamos confiantes no cumprimento deste prazo. Toda a logística do canteiro de obras é pensada já na fase de planejamento e orçamento, adotando os padrões da empresa e focando nas necessidades exigidas pelo Ministério do Trabalho e pelo Ministério da Saúde”, ressalta o diretor.

A obra, bastante esperada pela população da cidade, vai dobrar o número de leitos disponíveis atualmente, passando de 191 para 391 unidades, além de ampliar o centro cirúrgico, que vai saltar de sete para 16 salas. O novo bloco da Santa Casa de Londrina, anexo ao prédio já existente, que também será reformado e revitalizado pela Thá, será constituído por 12 pavimentos, contando com os dois andares de subsolo e com o piso térreo, onde ficará o pronto atendimento e o auditório. Quatro andares serão destinados exclusivamente para internação. O projeto ainda prevê a construção de um heliponto.

Serão construídos 18.491,89 m² e reformados 1.060,93 m², totalizando 19.552,82m² de obra. Todo o trabalho deverá ficar pronto em até 12 meses. Após a conclusão das obras, a Santa Casa de Londrina terá capacidade para atender mais de mil novas internações/mês, nas suas 36 especialidades médicas, além de gerar cerca de 700 novas vagas de empregos diretos para colocar a nova estrutura em funcionamento.

(com assessoria de imprensa)