21°
Máx
17°
Min

Odebrecht tinha setor específico para pagamento de propina, segundo PF

(Foto: Isabela Camargo / Rede Massa) - Odebrecht tinha setor específico para pagamento de propina, segundo PF
(Foto: Isabela Camargo / Rede Massa)

A Polícia Federal informou, em entrevista coletiva nesta terça-feira (22), que Grupo Odebrecht tinha um setor específico e complexo apenas para coordenar o pagamento de propinas, relacionadas a diferentes áreas de atuação da empresa, incluindo a Petrobras e construção de estádio de futebol. A PF apreendeu planilhas com descrições sobre beneficiários e os responsáveis por autorizar estes repasses indevidos de recursos.

A PF deflagrou hoje a 26ª fase da Operação Lava Jato, intitulada de Operação Xepa. Estão sendo cumpridos mandados no Distrito Federal e oito estados: São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Bahia, Piauí, Minas Gerais e Pernambuco. São 11 mandados de prisão temporária e outros quatro de prisão preventiva, além de 67 mandados de busca e apreensão e 28 de condução coercitiva.

Segundo a PF, os materiais apreendidos durante a 23ª fase da Operação Lava Jato, denominada de Operação Acarajé, foram bastante ricos e apresentaram a existência deste setor dentro da Odebrecht. A PF informou que o esquema de contabilidade paralela no Grupo Odebrecht destinava recursos para pagamentos vantagens indevidas a terceiros. A PF afirmou, mais cedo, que vários destes terceiros têm vínculos diretos ou indiretos com o poder público em todas as esferas.