22°
Máx
16°
Min

Oferta de vagas na coleta de lixo causa fila na Agência do Trabalhador em Maringá

Cerca de 800 pessoas foram em busca de emprego (Foto: Prefeitura de Maringá) - Oferta de vagas na coleta de lixo causa fila na Agência do Trabalhador
Cerca de 800 pessoas foram em busca de emprego (Foto: Prefeitura de Maringá)

Diante do cenário econômico delicado que vive o país, a abertura de 134 vagas de emprego nesta segunda-feira (8), em Maringá, levou centenas de pessoas à Agência do Trabalhador. A empresa Constroeste, que venceu a licitação para coleta de lixo na cidade, vai contratar 96 coletores e 38 motoristas.

As vagas foram disponibilizadas nesta segunda-feira e a Agência do Trabalhador recebeu cerca de 800 interessados, fechando as ofertas rapidamente. Para os coletores, o salário é de R$ 1.032 e, para motoristas, R$ 1.755, mais benefícios em ambos os cargos.

O diretor da Agência do Trabalhador de Maringá, Maurílio Mangolin, declarou que está há nove anos no órgão e, 2016, tem sido o pior período para arranjar um emprego. “Têm tão poucas oportunidades que, quando aparece, o povo vem aqui em massa”, avaliou.

No ano passado, a agência chegou a oferecer cerca de mil vagas por dia. Esta semana, para se ter uma ideia, fora as 134 oportunidades na coleta de lixo, existiam apenas outras 57.

A empresa Constroeste vai receber R$ 2,35 milhões por mês para executar o recolhimento dos resíduos na cidade.