24°
Máx
17°
Min

Onça-pintada é flagrada no norte do Parque Nacional do Iguaçu

Um importante flagrante de uma onça-pintada no norte do Parque Nacional do Iguaçu, em Céu Azul, foi registrado por equipamentos utilizados para o monitoramento da área. A imagem foi feita por câmeras instaladas pelos pesquisadores do projeto “Mamíferos como indicadores da saúde do ecossistema Floresta com Araucárias”, apoiado pela Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza e desenvolvido pelo Instituto Neotropical Pesquisa e Conservação.

Por se tratar de um predador de topo de cadeia alimentar, sua presença pode ser um bom indício de que o ecossistema está equilibrado. Embora a onça-pintada exista em outras regiões do país, ela está ameaçada de extinção.

O felino é raramente visualizado na Mata Atlântica, devido ao declínio populacional da espécie que acontece, entre outras razões, pela redução de área desse bioma e caça.  Isso aponta para a necessidade de ações urgentes que promovam a integração entre os fragmentos florestais remanescentes nessa região e ações com a comunidade.

“Ao contrário da região do parque no entorno das Cataratas (Floresta Estacional Semidecidual), onde a espécie tem sido registrada com certa frequência pelos pesquisadores do Parque Nacional do Iguaçu, na parte norte do Parque (Floresta com Araucária) a espécie ainda conta com poucos registros”, afirma Carlos Rodrigo Brocardo, pesquisador associado do Instituto Neotropical Pesquisa e Conservação.

“Embora nossos dados sejam preliminares, a menor abundância da espécie nessa região pode ser indício de que ela vem sofrendo maiores impactos da ação humana, o que demandaria maiores esforços para sua conservação nessa parte da Unidade de Conservação”, completa.

Colaboração: Assessoria de imprensa