27°
Máx
13°
Min

Operação da PF investiga avião de empresário em Londrina

 Agentes da Polícia Federal estiveram no aeroporto 14 Bis, na zona norte de Londrina, na manhã desta quinta-feira (16), investigando o avião pertencente a um empresário que estaria sendo usado para a prática de contrabando.

A aeronave estava parada no aeroporto para serviços de manutenção.

A investigação faz parte da operação “Celeno”, deflagrada nesta manhã com objetivo de desarticular uma organização criminosa que atuava em vários estados e movimentava cerca de R$ 3 bilhões por ano em mercadorias contrabandeadas.

Durante as apurações, constatou-se que pelo menos doze aeronaves eram utilizadas pelos criminosos, realizando até mesmo dois voos diários, conforme as condições de clima e luminosidade. Cada aeronave levava cerca de 600 quilos de mercadorias, num valor estimado de 500 mil dólares por frete ilícito.

Cerca de 360 Policiais Federais estão cumprindo 138 mandados judiciais, sendo 28 mandados de prisão preventiva, 15 de prisão temporária, 18 de condução coercitiva e 77 de busca e apreensão, nos estados do Paraná, São Paulo, Espírito Santo e Minas Gerais.

O nome da Operação remete à mitologia grega na qual Celeno é uma harpia, um monstro mitológico. O nome ainda tem o significado "obscuro" ou "escuridão".

(colaborou Reinaldo Furlan/Rede Massa)