26°
Máx
19°
Min

Operação da PRF foi marcada por gravíssimo acidente com mortes

Operação da PRF foi marcada por gravíssimo acidente com mortes

A meia noite de ontem (24/04/2016) terminou a Operação Tiradentes 2016 da PRF. A operação teve início das 00h00 de Quarta-Feira (20/04/2016) e nesses 05 dias a PRF de Cascavel fiscalizou principalmente as ultrapassagens indevidas, fiscalização do excesso de velocidade e combate a direção sob influência de álcool o uso do cinto de segurança.

Foram registrados 19 acidentes, com 31 pessoas feridas e 7 óbitos. No feriado do ano passado foram registrados 23 acidentes, com 19 feridos e 01 óbito.

Acidentes com óbitos

Cinco dos sete óbitos registrados durante a Operação Tiradentes 2016 foi resultado de um único acidente que ocorreu por volta das 16 horas de quinta-feira (21/04) em Cascavel-PR, na BR 369, na altura do km 519. 

Conforme testemunhas, o motorista de um automóvel Fiat Tempra teria efetuado uma ultrapassagem indevida e acabou colidindo frontalmente contra um automóvel Chevrolet Corsa. Do acidente, 5 pessoas morreram e 3 ficaram gravemente feridas. Outro fator que contribuiu para as mortes e gravidade dos ferimentos das vítimas neste acidente foi a falta do uso do cinto de segurança pelos ocupantes dos veículos.

Outro acidente com óbito ocorreu na sexta-feira (22/04) em Guaraniaçu-PR, na BR 277, no km 501. O condutor de um Bi-trem carregado com madeira, ao realizar uma curva, perdeu o controle do veículo vindo a tombar ocasionando a queda da carga, que atingiu duas mulheres que andavam no acostamento. 

Uma das mulheres, de 22 anos de idade, morreu no local do acidente a outra mulher, de 21 anos de idade, teve ferimentos leves. O motorista do caminhão, de 31 anos de idade, teve ferimentos graves sendo encaminhado para o Hospital Santo Antônio de Guaraniaçu.

E o terceiro acidente com vítima fatal ocorrera já na noite de domingo, por volta das 20h30, na BR 158, km 437, no município de Rio Bonito do Iguaçu, onde o condutor de um veículo VW/Gol, que estava embriagado, perdeu o controle da direção, saindo de pista e capotando na sequência, no veículo havia 4 pessoas, sendo que uma passageira, menor, com 15 anos de idade, por não usar o cinto de segurança, foi ejetada, vindo a óbito, além disso o condutor do veículo não era habilitado. Os outros ocupantes do veículo tiveram ferimentos leves.

Combate à direção sob influência de Álcool

Diversas Operações de combate à direção sob influência de Álcool foram realizadas durante os 05 dias da operação. No final da tarde de ontem (24/04), foi realizada uma operação na BR 277, próximo ao trevo de Acesso a PR-180. Em 2 horas de fiscalização, 69 condutores foram submetidos ao teste de etilômetro, sendo que 8 foram autuados por dirigir sob influência de álcool.

Durante a operação, 599 condutores foram submetidos ao teste de etilômetro, extraídos 27 autos de infração por dirigir sob influência de álcool, sendo que 3 condutores foram presos por apresentar teor alcoólico acima de 0,30 mg/l (miligramas por litro de ar expelido dos pulmões). Um destes condutores autuados foi o do veículo envolvido no acidente com um morto em Rio Bonito do Iguaçu.

Os condutores que foram flagrados dirigindo sob influência de álcool receberão uma multa no valor de R$ 1.915,40, além de terem seu direito de dirigir suspenso pelo prazo de um ano. Os condutores que foram presos, além da multa e da suspensão do direito de dirigir ainda responderão um processo criminal podendo ser condenados a pena de detenção de 6 meses a 3 anos.

Fiscalização de excesso de velocidade

Em todos os dias da Operação houve a operação de radares nas rodovias. 1.155 condutores foram flagrados acima do limite de velocidade.

Os condutores que foram flagrados acima do limite máximo de velocidade permitido receberão uma multa que pode variar de R$ 85,13 a R$574,62, dependendo do excesso de velocidade constatado. Para aqueles que ultrapassaram o limite em mais 50%, além da multa o condutor ainda terá o seu direito de dirigir suspenso pelo prazo de até um ano.

Ações de educação para o trânsito

Durante a operação também foram desenvolvidas várias ações de educação para o trânsito, com objetivo de orientar os condutores e passageiros dos veículos sobre os cuidados básicos durante a viagem, nestas abordagens educativas foram frisadas ações preventivas, como uso do cinto de segurança; respeito aos limites de velocidade; cuidados nas ultrapassagens; uso da cadeirinha no transporte das crianças; em nenhuma hipótese não dirigir sob a influência de álcool. Ao todo foram 785 pessoas sensibilizadas com estas campanhas nos cinco dias da operação.

Fiscalização de Ultrapassagens indevidas

Ultrapassagens indevidas sempre trazem um grande risco de acidentes, inclusive foi causa predominante para o acidente com cinco mortos na quinta feira (21). Foram realizados vários comandos de fiscalização à ultrapassagens indevidas e em pontos onde a manobra é proibida pela sinalização. Durante os cinco dias da operação Tiradentes foram autuados 219 motoristas por ultrapassagens indevidas.

Esta infração tem uma multa gravíssima com valores que variam de R$957,20 a R$1.915,40 e ainda o condutor que forçar uma ultrapassagem terá sua carteira de dirigir suspensa.

Colaboração: PRF