21°
Máx
17°
Min

Operação Marin prende quadrilha de roubo de carros em Londrina

Policiais civis, com apoio da Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc), realizaram na madrugada desta quarta-feira (9) em Londrina a Operação Marin, com foco no furto e roubo de veículos na região.

As investigações iniciaram em agosto de 2015, após vários carros serem roubados por um grupo criminoso que repassava os veículos para contrabandistas de cigarros. Depois de cinco meses de investigações realizadas pelo Setor de Inteligência da 10ª SDP de Londrina, a Polícia Civil conseguiu identificar os primeiros envolvidos no esquema criminoso.

Paulo Marin dos Santos, 36 anos, suspeito de integrar a quadrilha, foi o primeiro preso no percurso das investigações, detido no mês de dezembro do ano passado, com ele, a polícia recuperou um Toyota/Corolla roubado. Segundo investigações, o suspeito cometia a prática de furto e roubo de veículos sempre da mesma forma. 

“O bando agia preferencialmente no período da manhã, próximo a hospitais e clínicas médicas e tinha como alvo principal mulheres. Normalmente suas escolhas eram por veículos de luxo principalmente modelo Corolla”, explica o delegado responsável pelas investigações, Manoel Angelo Martins Pelisson.

As investigações apuraram também, que Santos tinha a ajuda de Soraya Yaeko Matamoto, 51 anos. Ela tinha a função de levar o suspeito para os locais onde ele praticava os crimes e geralmente ela acompanhava Santos até o escoderijo, bem como até os receptadores. Saraya foi presa durante a operação.

O destino dos veículos era variado, alguns carros foram vendidos para Odair Reginaldo Alcântara Cardoso, o “Serrote”, 41 anos, proprietário de um ferro velho na cidade de Maringá. O suspeito foi preso nesta quarta-feira (9), com uma caixa de munição calibre 380, chaves micha, pinos de remarcação e outros objetos de adulteração de veículos.

A polícia também prendeu Cristiano Casagrande, “Lombriga”, 32 anos; Jefersson José Fabricio, 30 anos; Eduardo Henrique de Oliveira, 38 anos; Willian dos Santos Consulo, 25 anos e Michel da Silva Bueno, 34 anos, todos integrantes do bando. Outras três pessoas estão com o mandado de prisão expedidos pendente de cumprimento.

A operação “Marin”, ganhou este nome em referência ao sobrenome de um dos investigados, ação policial para as prisões de hoje contou com o apoio de outros setores da Polícia Civil de Londrina, entre eles,  Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc), o Núcleo de Proteção a Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria), da Delegacia de Homicídios (DH) de Londrina, da Delegacia de Adolescente (DA), da Delegacia da Mulher (DM), e das Delegacias de Cambé e Ibiporã. 

Todos os suspeitos foram presos e encaminhados para o Centro de Triagem, com exceção de Soraya, que foi encaminhada a carceragem do 3º Distrito Policial de Londrina. Todos permanecem à disposição da Justiça.


(colaborou Ruan Piassa/Rede Massa)