22°
Máx
17°
Min

Operação 'Noite Fria' atende cerca de 40 pessoas por noite em Londrina

(foto: Danile Caron/ FAS/ PMC ) - Operação 'Noite Fria' atende cerca de 40 pessoas por noite
(foto: Danile Caron/ FAS/ PMC )

Mesmo no outono, o frio já tomou conta de Londrina, com direito a risco de geada para os próximos dias. Para assegurar a saúde e vida das pessoas em situação de rua, a Prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, realiza a Operação Noite Fria. A ação, que teve início em maio, é realizada em parceria com a entidade socioassistencial Associação Projeto Pão da Vida (APP Vida), e prossegue até o mês de setembro com o acolhimento de pessoas desabrigadas.

A secretária municipal de Assistência Social, Télcia Lamônica de Azevedo, informou que, toda noite, cerca de 40 atendimentos são realizados durante a Operação Noite Fria. "A pessoa acolhida recebe pernoite, banho e alimentação, além de roupas e um kit de higiene, composto por toalha, sabonete, pasta e escova de dente", disse.

As pessoas atendidas na Operação Noite Fria passam também por atendimento de assistentes sociais, para verificar a necessidade de encaminhamento para acolhimento institucional, retorno para cidade de origem ou familiar, Unidade Básica de Saúde (UBS) e hospitais. Também se destacam as orientações para documentação pessoal, trabalho e acesso a outros serviços e benefícios oferecidos pelo Município.

Télcia explicou que a APP Vida, responsável pelos acolhimentos da Operação Noite Fria, conta com cinco unidades de atendimento para adultos desabrigados, sendo uma unidade feminina, com 20 vagas para mulheres e seus filhos, e uma unidade masculina para 25 pessoas. “A entidade também possui uma Casa de Passagem, com 21 vagas, voltada ao atendimento de pessoas que estão em trânsito pelo Município. A APP Vida conta também com a Casa de Pernoite e Inclusão, que possui 20 vagas masculinas, e a Casa de Pernoite e Acolhida, específica para a Operação Noite Fria, que possui 15 vagas e pretende ampliar para 40 até o final do mês”, informou.

Segundo a secretária municipal de Assistência Social, 186 pessoas adultas são atendidas nas unidades de acolhimento institucional diário parceiras do Município. A Casa do Bom Samaritano faz o acolhimento de 79 pessoas, e a entidade Serviço de Obras Sociais (SOS) atende 21 pessoas do sexo masculino. “A grande maioria dos casos de acolhimento institucional de adultos é composta por homens, de cidades do norte do Paraná ou sul de São Paulo, que vem a Londrina em busca de oportunidades de emprego e renda”, ressaltou.


Doações

As entidades parceiras da Prefeitura, responsáveis por oferecer o acolhimento institucional de pessoas em situação de rua, aceitam doações de alimentos, roupas e produtos de higiene pessoal. Para o inverno, são priorizados agasalhos e calçados, especialmente masculinos. As doações podem ser feitas diretamente nas entidades assistenciais.

Abordagem 

A equipe da Secretaria Municipal de Assistência Social realiza busca ativa de pessoas em situação de rua, e também mediante solicitação da comunidade. Os telefones para contato são (43) 9991-4568 e 9996-3497, e são aceitas ligações a cobrar. O horário de atendimento do serviço é de segunda a sexta-feira, das 7 às 23 horas, nos sábados das 9 às 20 horas, e domingos e feriados, das 9 às 15 horas.

Outra possibilidade de acolhimento institucional é por meio do Centro de Referência Especializado para População de Rua (Centro POP), que atende casos de busca espontânea. O horário de funcionamento do Centro POP é de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas. O telefone é 3378-0417.


Endereço das Entidades Assistenciais:


 Associação Projeto Pão da Vida
 Rua Bélgica, 959 – Jardim Igapó
 Fone: 3343-3529

 Casa do Bom Samaritano
 Rua José Fierli, 153 – Vila Marízia
 Fone: 3339-1379

 Serviço de Obras Sociais de Londrina – SOS
 Rua Jaguaribe, 350 – Vila Nova
 Fone: 3024-4420