22°
Máx
17°
Min

Parapsicólogo explica que ‘espíritos’ em fotos podem ser reais ou associação cerebral

(Foto: Divulgação/PRF) - ‘Espírito’ que aparece em foto de acidente chama atenção
(Foto: Divulgação/PRF)

Notícias de que ‘espíritos’ aparecem em fotos não são novas. Na internet, uma simples busca é suficiente para inúmeras histórias e imagens. Há quem acredite e também quem entende isso como uma ‘bobagem’.

O parapsicólogo André Luiz Paciornik, relata que existem duas possibilidades em relação as fotografias com ‘suposta presença de espíritos’, a de ser realmente a presença de uma entidade espiritual e um fenômeno em que a pessoa olha uma determinada imagem disforme e o cérebro associa a algo parecido com o um rosto ou objeto conhecido. “O mais comum é que as pessoas sejam atingidas por este fenômeno e enxerguem uma imagem real em uma distorção”, diz. “Mas, mais raro, e não impossível, também pode ocorrer sim a presença de uma entidade espiritual”.

O assunto veio à tona, após a divulgação das fotos de um grave acidente registrado na BR-116, em Mandirituba, no último sábado (6) e que resultou na morte de quatro pessoas. Um Gol e uma F4000 bateram de frente. A destruição dos veículos foi grande, já que após a batida, os carros incendiaram.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF), que atendeu o caso, enviou a imprensa fotos da batida e até então, centenas de pessoas viram as imagens, no entanto, uma pessoa mais atenta, questionou o que chama de ‘presença de um espírito na foto’. A partir daí, olhando também mais atentamente, é possível ver em um dos veículos ‘um vulto’ que dá a entender ser uma pessoa. Algumas pessoas olham e já percebem o ‘vulto’ na foto. Parece uma pessoa olhando para o carro. Outras, por mais que olhem enxergam apenas pedaços do carro.

(Foto: Divulgação/PRF)  

À pedido do Massa News, Paciornik analisou a imagem. Com o auxílio de um avançado software de imagens, ele concluiu que “é possível afirmar que neste caso se trata da pareidoilia”. “É o fenômeno em que o cérebro tende a interpretar como rosto e formas humanas, um conjunto de elementos ou objetos comuns”, explicou o parapsicólogo. Ele destacou ainda que sua avaliação corresponde apenas a esta foto específica.

Enquete