24°
Máx
17°
Min

Passando-se por professora da UEM, mulher aplica golpe em clínica de estética de Maringá

A proprietária de uma clínica de estética foi vítima de um golpe e buscou a 9ª Subdivisão Policial para denunciar o crime. Passando-se por professora universitária, a criminosa deixou um prejuízo de R$ 1.425.

A mulher chegou até a clínica localizada na Zona 7 de Maringá e fez vários dias de procedimentos de beleza, como preenchimento labial e tratamento contra celulite.

Ela se apresentava bem arrumada, com roupas de marcas e joias, o que fez com que a proprietária acreditasse se tratar de uma docente da Universidade Estadual de Maringá, supostamente também moradora da Zona 7.

Na hora de fazer o pagamento, a golpista pediu que a dona esperasse alguns dias para a virada do mês do cartão de crédito, o que foi aceito. Chegando novamente o dia de quitar a dívida, a criminosa desapareceu e nunca mais voltou.

O telefone e o endereço deixados eram falsos e a vítima ficou com o prejuízo.

Colaboração Índio Maringá da Rede Massa