26°
Máx
19°
Min

Pecúlio: depoimentos entram na reta final

Está chegando ao fim a série de depoimentos da Operação Pecúlio realizada pela Justiça Federal em Foz do Iguaçu. A investigação aponta um grande esquema de desvio de dinheiro e corrupção por meio de licitações fraudulentas firmadas pela administração municipal.

Nesta quinta-feira (1º), foram interrogados o ex-servidor da secretaria municipal de Fazenda, Luiz Carlos Alves e a secretária de Educação Lisiane Sosa. As acusações apontam que ela mandava favorecer uma das três empresas que prestam serviços de transporte escolar no município, em detrimento de outras. O dono da empresa citada, Ismael Coelho da Silva, negou ter sido beneficiado. Segundo ele, os pagamentos não estavam em dia e diversos funcionários ameaçavam abandonar o trabalho. O atraso chegou há 90 dias.

Alves, por sua vez, é acusado de cobrar propina de empresas em troca da liberação do pagamento das mesmas pelo município. Ele foi citado em diversas delações premiadas. Qualquer pagamentos que tivesse que ser feito pela Prefeitura deveria ser liberado para ele. Alves foi preso na terceira fase da Pecúlio e permanece há cinco meses.

Colaboração: Vinicius Machado/Rede Massa.