22°
Máx
17°
Min

PEL II reativa canteiro de trabalho para presos em Londrina

(foto: Massa News/Arquivo) - PEL II reativa canteiro de trabalho para presos
(foto: Massa News/Arquivo)

Os presos da Penitenciária Estadual de Londrina 2 (PEL 2) estão participando do curso de Auxiliar de Confecção, pelo Programa “O Caminho da Profissão”, do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). Disponibilizado na modalidade presencial, para 20 aprisionados, a capacitação ocorre de segunda a quinta-feira, das 8h às 12h, com duração de pouco mais de um mês.

Para o diretor da PEL 2, Emerson Chagas, é uma das finalidades da unidade penal oferecer cursos de formação à pessoa privada de liberdade. “São oportunidades para que eles tenham condições de recuperação”, diz ele.

Com a realização dos cursos de confecção, a unidade penal está reativando o canteiro de trabalho de costura de uniformes, com ampliação de 15 vagas, para fabricação de uniforme para os presos da região de Londrina. “Proporcionar cursos como este no sistema prisional é importante, pois estimula a qualificação profissional, junto à formação cidadã e desenvolve competências profissionais para que os presos sejam colocados em locais de trabalho próprios e cooperados. Ao saírem em liberdade, podem atuar nas áreas têxtil e do vestuário”, complementa o diretor da PEL 2.

O curso de Auxiliar de Confecção tem carga horária de 160 horas e está sendo fornecido pela Secretaria de Estado da Segurança Pública e Administração Penitenciária, em parceria com o Senai e o Serviço Social da Industria (Sesi). O Sesi/Senai promove cursos de qualificação profissional no sistema prisional paranaense desde 2012.

Profissionalização

Atualmente, todas as penitenciárias do Paraná promovem cursos profissionalizantes aos presos. Segundo a coordenadora de Educação, Qualificação e Profissionalização de Apenados do Departamento de Execução Penal do Paraná (Depen), Glacélia Quadros, além dos cursos presenciais, há ofertas de capacitações online, como gestão de negócios, logística, telecomunicação, noções básicas de informática e outros.

 Glacélia ressalta que, além do Sesi/Senai, outros parceiros ajudam na abertura dos cursos, como Instituto Mundo Livre; Universidade Norte do Paraná (Unopar); Fundação de Anseio e Conservação do Estado do Paraná (Facop); Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac); Instituto Federal do Paraná (IFPR) e Instituto Betânia de Ação Social (Ibas).

(com assessoria de imprensa da Sesp)