22°
Máx
14°
Min

Pela segunda vez, auditores de Maringá cruzam os braços e pressionam governo federal

Pela segunda vez, servidores da Receita Federal paralisaram as atividades em Maringá, em protesto contra o governo federal. Nesta terça-feira (19), cerca de 50 auditores em greve cruzaram os braços em frente ao órgão, na Avenida XV de Novembro, região central da cidade.

O delegado sindical Hércules Mais explicou que, em março, o governo federal fez a promessa de conceder o reajuste salarial de mais de 20% em parcelas. Porém, passados quatro meses, o projeto de lei ainda não foi enviado ao Congresso.

Para pressionar o governo, os auditores aprovaram paralisações todas as terças e quintas-feiras, inclusive em portos secos e aeroportos. Hércules Maia argumentou que a greve da categoria afeta o combate à corrupção e a sonegação fiscal, já que os servidores atuam na fiscalização.

Assim, eles esperam forçar o governo federal colocando em risco a arrecadação, tanto que levantam a faixa “Não somos despesa, somos Receita”.

Colaboração William Souza da Rede Massa