22°
Máx
16°
Min

Pesquisa avalia opinião dos moradores do Litoral sobre o meio ambiente

A pesquisa de percepção ambiental é a etapa preliminar do trabalho de construção dos Planos Municipais da Mata Atlântica (Foto: Divulgação) - Pesquisa avalia opinião dos moradores do Litoral sobre o meio ambiente
A pesquisa de percepção ambiental é a etapa preliminar do trabalho de construção dos Planos Municipais da Mata Atlântica (Foto: Divulgação)

Moradores dos sete municípios do Litoral paranaense podem participar da pesquisa de percepção ambiental da organização SOS Mata Atlântica. A consulta estará disponível no site de cada município até 15 de agosto e os resultados serão usados para os trabalhos de construção dos Planos Municipais da Mata Atlântica.

A pesquisa de percepção ambiental é a etapa preliminar do trabalho de construção dos Planos Municipais da Mata Atlântica (Lei Nacional da Mata Atlântica (nº 11.428/2006), coordenado pela Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos em parceria com a organização SOS Mata Atlântica, Associação MarBrasil e Cooperação Alemã GIZ. 

Na semana passada técnicos destas instituições participaram de reuniões com os conselhos municipais de Meio Ambiente de Antonina, Morretes, Paranaguá, Pontal do Paraná, Guaratuba, Guaraqueçaba e Matinhos. “Falamos da importância dessa pesquisa de percepção ambiental, um ponto de partida para o envolvimento e participação da sociedade local na construção desses documentos”, disse Fernanda Braga, da coordenação de Biodiversidade e Florestas da secretaria.

A pesquisa é eletrônica e o cidadão responderá perguntas sobre a limpeza, coleta de lixo, arborização, qualidade do ar, dos rios e outros dados que servirão para os pesquisadores avaliarem a opinião da sociedade sobre o meio ambiente local. Os resultados serão usados na elaboração dos PMMAs, no ano que vem. 

O Paraná tem convênio com a SOS Mata Atlântica para oferecer capacitação e orientação técnica aos municípios interessados em desenvolver seus Planos Municipais de Conservação e Preservação da Mata Atlântica. No Litoral, o convênio é reforçado por uma parceria com o projeto Biodiversidade e Mudanças Climáticas, do Ministério do Meio Ambiente e da Cooperação Alemã GIZ e apoio da MarBrasil.

No Paraná, apenas os municípios de Maringá e Curitiba já elaboraram seus Planos Municipais da Mata Atlântica e apenas Maringá implantou o plano. O convênio com a SOS Mata Atlântica possibilitará avançar para outras regiões do estado. “Os escritórios regionais da Sema também estão trabalhando para ampliar a participação dos municípios”, disse o secretário estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Antonio Carlos Bonetti.

Colaboração AENPr.