21°
Máx
17°
Min

Pesquisa com usuários do sistema de transporte começa nesta sexta-feira

(Foto: Cesar Brustolin/SMCS) - Pesquisa com usuários do sistema de transporte começa nesta sexta-feira
(Foto: Cesar Brustolin/SMCS)

Começa nesta sexta-feira (8) a fase de campo da Pesquisa Origem Destino – Grande Curitiba, que vai traçar o panorama dos deslocamentos e as demandas do transporte em Curitiba e região metropolitana. O levantamento tem a proposta de verificar o volume e as características dos deslocamentos realizados pela população em suas atividades diárias.

Serão investigados os hábitos de deslocamento das pessoas que moram e passam por uma região, para que se possa saber de onde vêm, para onde vão, como vão e quando fazem isso. Com o cruzamento de dados será possível estabelecer projeções futuras para as necessidades de deslocamentos da população.

Os moradores foram selecionados aleatoriamente por sorteio e estão recebendo correspondências que avisam sobre a pesquisa. A Prefeitura de Curitiba destaca que os pesquisadores irão às casas dos moradores devidamente identificados com colete, boné, crachá da Pesquisa Origem Destino e documento de identificação (RG).

Na pesquisa domiciliar serão realizadas cerca de 80 mil entrevistas. A segunda frente do estudo é a contagem volumétrica e medição de velocidade de veículos, que já está sendo realizada, e a pesquisa de opinião, sobre o grau de satisfação com o transporte coletivo, com o sistema viário e com o trânsito em geral, além dos problemas enfrentados e trajetos não atendidos.

Participam da pesquisa 17 municípios da Região Metropolitana de Curitiba: Almirante Tamandaré, Araucária, Bocaiúva do Sul, Campina Grande do Sul, Campo Largo, Campo Magro, Colombo, Contenda, Curitiba, Fazenda Rio Grande, Itaperuçu, Mandirituba, Pinhais, Piraquara, Quatro Barras, Rio Branco do Sul e São José dos Pinhais.

Dúvidas

Em caso de dúvida, os moradores poderão ligar para 3010-0630 – linha telefônica dedicada exclusivamente à Pesquisa Origem Destino. Os pesquisadores estarão munidos de tablets para registrar as respostas ao questionário. O equipamento também será utilizado para fotografar as fachadas das residências.

Colaboração Prefeitura de Curitiba