21°
Máx
17°
Min

PF lança Operação Lama Asfáltica para investigar desvio de dinheiro público; equipes atuam em Maringá e mais cinco cidades

(Foto: Polícia Federal) - PF lança Operação Lama Asfáltica para investigar desvio de dinheiro público
(Foto: Polícia Federal)

Policiais federais do Mato Grosso do Sul estão em Maringá nesta terça-feira (10) em investigações da segunda etapa da Operação Lama Asfáltica, deflagrada nesta terça-feira (10) com o nome Fazendas de Lama. Serão cumpridos 67 mandados de prisão temporária, busca e sequestro de bens em Campo Grande (MS), Rio Negro (MS), Curitiba (PR), Maringá (PR), Presidente Prudente (SP) e Tanabi (SP).

Em Maringá, os policiais federais estariam na sede da construtora Sanches Tripoloni nesta terça-feira. Equipes também foram vistas no prédio onde mora o ex-governador do Mato Grosso do Sul, André Puccinelli (PMDB), em Campo Grande. A operação é comandada pela Polícia Federal da capital do Mato Grosso do Sul, com 15 mandados de prisão, 28 de busca e apreensão e 24 de sequestro e bloqueio de bens.

'Fazendas de Lama' faz referência à aquisição de propriedades rurais com dinheiro desviado de obras públicas. A polícia investiga fraudes em licitações, pagamento de propina, lavagem de dinheiro e organização criminosa. A apuração começou ainda em 2013, com a primeira fase da operação deflagrada no ano passado.

A organização criminosa atuaria no ramo de pavimentação de rodovias, construções e prestação de serviços nas áreas de informática e gráfica, com contratos de R$ 2 bilhões com o poder público. Cerca de 200 policiais federais, 28 servidores da Controladoria-Geral da União e 44 da Receita Federal participam do cumprimento de mandados.