22°
Máx
14°
Min

PM acusa companheiro de farda da execução de adolescente em Sarandi

Jadson foi encontrado morto no dia 17 deste mês de agosto (Foto: Divulgação) - PM acusa companheiro de farda da execução de adolescente
Jadson foi encontrado morto no dia 17 deste mês de agosto (Foto: Divulgação)

Um dos policiais militares que participou da abordagem ao adolescente Jadson José de Oliveira, 17 anos, acusou o companheiro de farda de executar o adolescente em Sarandi. Às 12h30, o suspeito prestará depoimento no 4º Batalhão da Polícia Militar e sua prisão preventiva será requisitada à Justiça.

O subcomandante do 4º Batalhão, major Carlos Henrique Cardoso, confirmou que um dos policiais militares que abordou o garoto no dia 10 deste mês de agosto contou como o crime teria acontecido.

Ele tem dois anos e meio de corporação, ainda no estágio probatório, e denunciou que o companheiro de viatura teria matado Jadson José dos Santos com um tiro na cabeça.

Devido à denúncia, a Polícia Militar buscou o acusado, que é policial militar há seis anos, em casa para depor. Acompanhado de um advogado, ele seria ouvido no início da tarde e, às 15h30, a corporação dará uma coletiva sobre o caso.

Enquanto correm as investigações, os dois policiais estão afastados.

O caso

Jadson José de Oliveira desapareceu no dia 10 de agosto após ser abordado por policiais militares na Rua Machado de Assis, juntamente com dois amigos. Os colegas foram liberados e ele - que tem passagens por furto e tráfico de drogas - teria sido colocado dentro da viatura.

A família do adolescente passou uma semana desesperada à procura de notícias, pressionou as polícias Civil e Militar pela investigação e teve a notícia do achado de um corpo uma semana depois, no dia 17.

O corpo foi encontrado no fim da Estrada Oito, em Sarandi, com um tiro na cabeça.