23°
Máx
12°
Min

Polícia Ambiental flagra desmatamento e poluição de rio

O responsável por uma propriedade rural localizada às margens da PR-151, em Jaguariaíva (125 quilômetros de Ponta Grossa), foi flagrado pela Polícia Ambiental cometendo uma série de irregularidades no local. De acordo com relatório das autoridades, entre os crimes ambientais, foram encontradas áreas de desmatamento, poluição de rio e descarte irregular de lixo.

Após denúncias anônimas, a polícia ambiental encontrou o desmatamento às margens do Rio Cinco Réis, considerado uma área de preservação permanente – o que pode gerar erosão e assoreamento do terreno. No mesmo local, foi constatada a construção de um tanque de piscicultura e uma barragem, onde também havia o corte de 325 árvores xaxim, espécie ameaçada de extinção no Paraná.

Também foi observada a queima de pneus de caminhão e de vegetação nativa no local, além do depósito de lixo a céu aberto, como os pneus que eram queimados, monitor de televisão e material de construção de civil. O dano ambiental que atingiu 2 hectares foi provocado por causa de uma obra irregular, segundo a Polícia Ambiental. Foi utilizado um trator esteira para construção de um tanque e de uma represa, que acabou rompendo e causando poluição e o assoreamento do Rio Cinco Réis e seus afluentes.

Como no momento da fiscalização ambiental os responsáveis não apresentaram autorização para fazer as intervenções no local, foi elaborado um boletim de ocorrência que foi encaminhado à delegacia da Polícia Civil e ao Instituto Ambiental do Paraná (IAP).