23°
Máx
12°
Min

Polícia Civil esclarece morte de rapaz que defendeu amigo

(Foto: Divulgação) - Polícia Civil esclarece morte de rapaz que defendeu amigo
(Foto: Divulgação)

Investigadores da Polícia Civil de Reserva, a 109 quilômetros de Ponta Grossa, elucidou o caso da morte de Alexander Batista de Moraes Oliveira, de 20 anos, ocorrida no dia 4 de março. Ele foi morto a tiros na Avenida Coronel Rogério Borba, nas proximidades da agência dos Correios da cidade.

Segundo o apurado pela Polícia Civil, um adolescente teria se envolvido em uma briga em que um dos ‘rivais’ havia sido agredido alguns dias antes do homicídio. Na noite de 4 de março, quando viram o adolescente passando a pé pela Avenida, o rapaz agredido, que estava dentro de um carro, pediu para o motorista parar e foi tirar satisfações com o suposto agressor. Nisso, um amigo dele, que também desceu do veículo, sacou de uma arma. Quando Alexander tentou defender o amigo, foi atingido por vários tiros.

O autor dos disparos foi identificado e os Investigadores passaram a procurá-lo em possíveis endereços. Os policiais descobriram que ele não havia aparecido em casa desde a noite do crime, já prevendo que poderia ser preso.

Na última semana, o suspeito foi até a delegacia, onde prestou depoimento e confessou a autoria do homicídio, mas não entregou a arma do crime e disse que jogou o revólver fora logo após atirar contra a vítima. O motorista do veículo também se apresentou com o advogado, e confirmou a versão do suspeito de ser autor.