22°
Máx
14°
Min

Polícia Civil vai pedir prisão de PM acusado de executar adolescente em Sarandi

Jadson foi morto com tiro na nuca (Foto: Divulgação) - Polícia Civil vai pedir prisão de PM acusado de executar adolescente
Jadson foi morto com tiro na nuca (Foto: Divulgação)

A Polícia Civil vai pedir a prisão preventiva do policial militar acusado de executar o adolescente de Sarandi, Jadson José de Oliveira, 17 anos, encontrado morto em uma estrada rural, com um tiro na nuca. O companheiro de farda do PM foi quem fez a denúncia.

Nessa quarta-feira (24), acompanhado de um advogado, um dos policiais que participou da abordagem ao garoto compareceu à Delegacia de Polícia Civil. Segundo ele, o colega colocou Jadson na viatura, levou-o até a estrada rural, onde cometeu o assassinato, escondendo o corpo entre entulhos.

O PM alegou que ainda não havia denunciado o crime por medo, pois teria recebido ameaças do parceiro, com quem teria trabalhado pela primeira vez no dia do homicídio.

As informações repassadas pelo denunciante batem com as informações do laudo do Instituto Médico-Legal (IML). A Polícia Civil vai pedir a prisão preventiva do acusado e deve indiciá-lo por homicídio qualificado e ocultação de cadáver. Já o denunciante pode responder por ocultação de cadáver e prevaricação.

Inquérito militar

O motivo do crime não foi explicado, mas o PM teria atirado porque o adolescente tinha passagens pela polícia. O policial acusado foi ouvido na sede do 4º Batalhão da Polícia Militar nesta quinta-feira e responde a um inquérito militar, em que pode ser condenado à expulsão.

A família de Jadson José de Oliveira deve entrar com um processo contra o Estado pela morte do adolescente.