27°
Máx
13°
Min

Polícia de Santa Fé aguarda nome de vítima carbonizada e não descarta ser motorista carioca desaparecido

Polícia Civil aguarda laudo pericial para obter pistas na investigação (Foto: Polícia Civil) - Polícia aguarda nome de vítima carbonizada e não descarta ser carioca
Polícia Civil aguarda laudo pericial para obter pistas na investigação (Foto: Polícia Civil)

A Polícia Civil de Santa Fé aguarda a identificação de um corpo carbonizado, encontrado na noite do dia 23 de agosto, em um canavial, às margens da PR-317. Foi levantada a suspeita de que o homem morto seria um motorista do Uber, desaparecido no Rio de Janeiro na mesma semana.

Morador de São João de Meriti (RJ), Nean Carlos do Valle Araújo saiu de casa para pegar passageiros em Copacabana, na cidade do Rio de Janeiro, e levar até Santos, no litoral paulista.

Porém, o motorista desapareceu e seu carro foi encontrado em Maringá, na noite da última segunda-feira (29). Sabe-se que o veículo passou por Curitiba e também por Santa Fé, onde a conta bancária de Araújo foi zerada.

A Polícia Civil ainda acha cedo para fazer afirmações, especialmente porque existem pessoas desaparecidas da região de Santa Fé, que também podem ser a vítima carbonizada.

O Instituto Médico-Legal (IML) de Maringá encontrou dificuldades para levantar informações sobre o corpo. Como ele veio bastante danificado, não foi possível apontar a causa da morte e nem a idade aproximada do falecido.

Apenas se sabe que é um homem. Também não foi possível comparar impressões digitais, portanto, resta o exame de DNA.