22°
Máx
16°
Min

Polícia divulga fotos que compravam crime em Toledo

Empresário foi preso por crime ambiental e por estelionato (Foto: Polícia Civil) - Polícia divulga fotos que compravam crime em Toledo
Empresário foi preso por crime ambiental e por estelionato (Foto: Polícia Civil)

As fotos divulgadas pela polícia reforçam a prisão em flagrante do empresário de Toledo, na manhã desta terça-feira (16).


As imagens foram registradas em uma propriedade rural, onde segundo a investigação do Gaeco, o empresário descartava de forma irregular, medicamentos.

Ele queimava os remédios em uma vala oferecendo risco de contaminação e desobedecendo as recomendações da Anvisa e do Ministério da Saúde.


José Edson Rinaldi também vai responder por estelionato, pois conforme o apurado pela polícia, ele comercializava medicamentos de distribuição gratuita, após apagar as inscrições das embalagens.


Funcionários da distribuidora de remédios também foram ouvidos na sede do Gaeco de Cascavel.

Operação Panaceia

Os trabalhos de investigação começaram com a prisão do prefeito de Ibema, no Oeste do Paraná. A polícia descobriu que ele e outros três empresários, além de servidores públicos, fraudavam licitações públicas.

Os envolvidos direcionavam os contratos e ganhavam propinas das empresas.

Os desdobramentos da operação renderam cumprimento de mandados em Vera Cruz do Oeste, Ibema, Cascavel e Corbélia e agora Toledo.


Ainda conforme a polícia, especificamente hoje, os alvos da operação foram a empresa, a casa e o sítio de José. Os trabalhos continuam e a polícia tenta agora descobrir os lucros obtidos com as irregularidades.

Outras prefeituras da região também estão sob investigação.

Com a prisão de hoje, os policiais pretendem agora, levantar o nome das farmácias que comercializavam os medicamentos de forma ilegal.