22°
Máx
16°
Min

Polícia divulga retratos de bandidos que se passaram por agentes da PF para cometer assalto

(Foto: Divulgação/Polícia Civil) - Polícia divulga retratos de bandidos que se passaram por agentes da PF em assalto
(Foto: Divulgação/Polícia Civil)

A Polícia Civil divulgou os retratos falados de quatro suspeitos de terem se passado por agentes da Polícia Federal para realizar um assalto a uma casa no bairro Vista Alegre, em Curitiba, na última segunda-feira (25).

De acordo com o delegado da Delegacia de Furtos e Roubos, Matheus Loiola, a vítima estava saindo com o carro quando os bandidos estacionaram um Audi prata logo atrás do veículo. “Assim que bloquearam a saída, eles saíram e anunciaram que eram agentes da PF”, explicou.

Segundo delegado, três homens estavam armados com uma pistola e dois revólveres. “Eles abordaram a vítima, afirmando que tinham um mandado de busca e apreensão.” O documento, no entanto, era claramente falso. “Tinha diversos erros de português e visualmente era falsificado”, contou o delegado.

No entanto, os homens nem se importaram em manter o teatro por muito tempo. “Em poucos instantes eles anunciaram que aquilo era, na verdade, um assalto.” Assim que contaram a verdade, levaram a vítima para dentro da residência.

Quanto entraram, eles começaram a perguntar onde estava o cofre. Porém, não havia cofre nenhum. “Acreditamos que eles se confundiram de casa ou não se planejaram bem, porque o objetivo deles era o tal cofre, que a vítima não possuía”, explicou.

Eles chegaram a levar alguns relógios e outros bens, mas segundo o delegado, não chegaram a levar muitas coisas. “Eles foram muito truculentos, mas quando descobriram que não havia cofre no local, acabaram fugindo com, relativamente, poucas coisas.”

Depois da ação, a vítima foi até a delegacia prestar depoimento. Com as informações que ela passou, foi possível elaborar os retratos falados que, de acordo com o delegado, são bastante fieis. “Graças às informações, conseguimos elaborar retratos quase idênticos aos suspeitos”, explicou.

No entanto, agora é necessário o apoio da população. “Precisamos que seja divulgado e precisamos também que a população denuncie, para conseguir achar esses homens o quanto antes e, assim, evitar novos assaltos da quadrilha”, apelou o delegado.

Para realizar uma denúncia - que pode ser anônima -, é possível ligar no telefone (41) 3218-6100. Se preferir, também é possível ir até a Delegacia de Furtos e Roubos de Curitiba, que fica na Avenida Affonso Camargo, em frente ao Jardim Botânico, para realizar a denúncia.

(Foto: Divulgação/Polícia Civil)(Foto: Divulgação/Polícia Civil)