24°
Máx
17°
Min

Polícia encontra bebê sequestrado de abrigo em Colombo

(Foto: Divulgação/Polícia Civil) - Polícia encontra bebê sequestrado de abrigo em Colombo
(Foto: Divulgação/Polícia Civil)

A Polícia Civil encontrou na manhã desta terça-feira (11), um bebê que foi sequestrado em setembro em um abrigo de crianças no município de Colombo. Segundo informações dos policiais, a criança de apenas quatro meses, foi localizada em uma residência no bairro Passaúna, no município de Campo Magro. Ela estava sob os cuidados de uma adolescente de 17 anos que foi apreendida em flagrante pela polícia.

As investigações iniciaram depois que a polícia foi notificada sobre o sequestro do bebê, ocorrido no dia 15 de setembro, quando um homem de 25 anos e uma adolescente de 16, invadiram o abrigo de crianças, levando o bebê e três televisores do local.

Após uma série de investigações, no dia 16 de setembro a equipe policial do Alto Maracanã conseguiu localizar no bairro Roça Grande, em Colombo, os principais suspeitos do crime que foram encaminhados até a delegacia para serem ouvidos. 

De acordo com informações apuradas pelo Conselho Tutelar do município de Colombo a criança estava no abrigo desde os primeiros dias de vida, pois a mãe do bebê é usuária de drogas e foi presa pelo crime de furto. O menor estava em tratamento médico quando foi levado, ele tomava um leite especial, quando foi encontrado estava em crise de abstinência. 

Segundo investigações, a menor ficou cerca de um ano longe de casa e retornou para a família alegando que o bebê era seu. A adolescente foi ouvida na delegacia e será encaminhada para o Conselho Tutelar. A jovem de 17 anos que estava com o bebê responderá pelo ato infracional de cárcere privado.

Já o casal envolvido no sequestro responderá pelos crimes sequestro, subtração de incapaz, cárcere privado e roubo, que se somadas as penas ultrapassam 20 anos. O maior permanece detido na Delegacia do Alto Maracanã e a menor foi encaminhada para a Delegacia do Adolescente (DA) de Curitiba. A Polícia Civil ainda investiga a motivação do crime.