21°
Máx
17°
Min

Polícia faz busca na casa de médico acusado de assediar pacientes em Apucarana

Polícia faz busca na casa de médico acusado de assediar pacientes

Policiais civis da Delegacia da Mulher fizeram uma operação de busca na casa de um clínico geral de Apucarana (a 63 quilômetros de Maringá), acusado de assediar sexualmente duas pacientes durante consultas. Nessa sexta-feira (13), a equipe apreendeu computadores, pastas e papéis para a continuidade das investigações.

A delegada da Mulher de Apucarana, Iane Cardoso do Nascimento, contou que o médico de 52 anos é suspeito de ter se aproveitado das pacientes para violação sexual. Ele teria apalpado as duas mulheres sem necessidade, encostando seu corpo e também ficando excitado.

O profissional suspeito atende tanto em uma clínica particular quanto na rede municipal de saúde. A Polícia Civil acredita que mais vítimas tenham passado pelo mesmo constrangimento e pede que as mulheres denunciem os casos.

Uma das vítimas, de 36 anos, contou que o clínico teria ficado atrás dela e colocado a mão dentro da calça para se excitar. Quando ela virou para verificar o que estava acontecendo, ele teria parado.

A experiência deixou a paciente se sentindo humilhada e hoje ela relata ter medo de ir a consultas. A Polícia Civil já finalizou o primeiro inquérito sobre o médico e agora segue com as investigações.

Colaboração Sílvia Vilarinho da Rede Massa