20°
Máx
14°
Min

Polícia identifica autor de chacina em Quatro Barras

(Foto: Divulgação / Polícia Civil) - Polícia identifica autor de chacina em Quatro Barras
(Foto: Divulgação / Polícia Civil)

Quatro homicídios foram esclarecidos nesta semana pela Polícia Civil de Quatro Barras, com a identificação do autor do crime. Alex Galvão Otto, 25 anos, se apresentou na delegacia no final da tarde de sexta-feira (27) e confessou a autoria dos fatos.

O crime ocorreu no dia 8 de maio deste ano, quando cinco pessoas que estavam em um churrasco no bairro Planta Deodora, no município de Piraquara, resolveram se reunir para assassinar Otto. O crime foi motivado porque o suspeito seria um concorrente de vendas do tráfico de drogas na região.

Jhony de Camargo Ambrosio, Josnei Machado, Maicon André Alves de Avelar Maciel, Edilson Farias, mais conhecido como “Japa”,  e David Willian, foram até a residência de Otto também localizada no bairro Planta Deodora.

Informações apuraram que Ambrosio e “Japa” teriam abordado Otto a mão armada, o levando até um veículo Gol branco junto com as demais pessoas que esperavam no carro. Sob ameaça e coronhadas na cabeça, Otto foi levado até Quatro Barras pelos suspeitos que estavam com a intenção de matá-lo.

Durante o trajeto até a cidade, a arma de um dos homens caiu no chão próximo ao pé de Otto que aproveitou a situação e realizou vários disparos de arma de fogo contra os suspeitos, fugindo do local. 

Dos cinco homens atingidos apenas Willian conseguiu sobreviver. Ele também era a única pessoa sem passagem criminal.

Após de investigações, a Polícia Civil de Quatro Barras conseguiu identificar Otto como o autor do crime. Sabendo que a polícia estava a sua procura, o suspeito resolveu se apresentar na delegacia. 

O veículo utilizado no dia do crime também foi apreendido pela polícia.

(Foto: Polícia Civil)(Foto: Polícia Civil) 

“Ainda faltam alguns detalhes importantes, mas sob o ponto de vista da investigação o nosso trabalho está concluído”, afirmou o delegado-titular da Delegacia de Quatro Barras, Haroldo Davison, que deve concluir o inquérito policial nos próximos dias e encaminhá-lo ao Poder Judiciário.

Colaboração Polícia Civil.