22°
Máx
16°
Min

Polícia identifica condutora da Hillux que atropelou e matou idoso

As investigações do acidente de trânsito registrado na manhã de 21 de fevereiro e que resultou na morte do aposentado Pedro Paulo Pondelek, de 62 anos, ganhou mais um capítulo. A condutora da caminhonete Hillux, apontada como responsável pelo atropelamento, foi identificada pela polícia. Trata-se de uma mulher de 63 anos que dirigia a camionete Hillux que atropelou o ciclista.

 Para a polícia, a responsável pelo acidente afirmou que “trafegava pelo local na data e horário da ocorrência, porém alegou que sofreu um ‘apagão’ e ao retomar a consciência havia batido em uma caçamba de lixo, não tinha lembranças do atropelamento. Mas reconheceu através das imagens registradas pelas câmeras de segurança, que era seu veículo envolvido no caso”.

 O delegado responsável pelo caso, Vinícius Augustus de Carvalho, destacou que por menor que seja o acidente, ou apenas haja danos materiais, é obrigação do veículo parar e prestar atendimento. 

“Aquele que foge do local, sem prestar auxílio, sempre estará cometendo um crime”, ressalta.

 Imagens de câmeras de segurança mostram o momento em que a camionete  atinge o ciclista. O veículo e a bicicleta da vítima passarão por uma perícia no Instituto de Criminalística, com o intuito de confirmar os vestígios deixados por ocasião do acidente.

Veículo será periciado pela Polícia Civil (Foto: Divulgação/PC)

 A condutora responderá pelo crime de homicídio culposo agravado pela omissão de socorro, podendo ser condenada até quatro anos de prisão.

Colaboração Polícia Civil