26°
Máx
19°
Min

Polícia investiga empresa do ramo agrícola por golpe milionário

Felipe e Amauri procuraram a polícia para registrar boletim de ocorrência sobre o suposto golpe (Foto: Rafaela Schuinka / Rede Massa) - Polícia investiga empresa do ramo agrícola por golpe milionário
Felipe e Amauri procuraram a polícia para registrar boletim de ocorrência sobre o suposto golpe (Foto: Rafaela Schuinka / Rede Massa)

A Polícia Civil de Ponta Grossa deu início às investigações para apurar um suposto golpes que uma empresa do ramo agrícola teria aplicado em vários produtores rurais da cidade. Até o momento, a polícia já ouviu pelo menos sete pessoas que teriam sido vítimas da empresa.

Os produtores até criaram um grupo no WhatsApp e já são 20 participantes que teriam sido vítimas da empresa de insumos agrícolas. Felipe Gebeluka contou que comprou R$ 13 mil em fertilizantes, mas quando foi buscar, teve uma surpresa. “A gente ligou para falar sobre a entrega do produto e ele falou que a empresa fechou e o dono sumiu”, resume o produtor.

Amauri Gebeluka é outro agricultor que diz ter sido prejudicado pela empresa e, ao lado de Felipe, registrou boletim de ocorrência para tratar do caso. “Estamos esperando uma resposta da polícia para ver se achamos ele [dono da empresa], para ver se a gente vai receber alguma coisa de volta”, espera.

A empresa está fechada e o portão está com o cadeado, apenas com um cadeado e um telefone para contato, mas ninguém atende do outro lado da linha. Felipe, que era cliente da empresa há três anos, agora procura uma solução, já que estava com o terreno pronto para o plantio. “O prejuízo vai ser dobrado, porque ficamos sem o dinheiro, sem o produto e agora a gente espera uma resposta das autoridades competentes porque não dá para ficar assim”, protesta.

Colaboração Rafaela Schuinka / Rede Massa.