22°
Máx
16°
Min

Polícia prende homem suspeito de matar filho e ex-mulher na Lapa

(Foto: Reprodução/Facebook) - Polícia prende homem suspeito de matar filho e ex-mulher na Lapa
(Foto: Reprodução/Facebook)

A Polícia Militar prendeu na tarde desta quinta-feira (2), um homem suspeito de ter matado o filho em dezembro do ano passado e a ex-mulher dele há uma semana. Os crimes aconteceram no município da Lapa, Região Metropolitana de Curitiba.

Segundo informações da Polícia Civil, Gilson do Vale Ribeiro, de 60 anos, tinha sido preso em dezembro, depois que teria matado o filho a tiros. Em menos de dois meses, no entanto, ele foi liberado pela Justiça. No último dia 27 de maio, a ex-mulher dele foi morta a tiros e comoveu o município. Novamente, Gilson é o principal suspeito.

Ele foi preso na tarde de ontem no município de Contenda, por uma equipe da Polícia Militar. Os policiais levaram o homem até a Delegacia da Polícia Civil na Lapa, onde permanece preso até que o inquérito seja finalizado e entregue à Justiça, que novamente decidirá o futuro de Gilson.

Em nota, o advogado Elias Mattar Assad, que defende o homem, afirmou que a morte da mulher precisa ser investigada “com rigor técnico”, já que ela era envolvida com o mundo das drogas, por causa do filho, que seria usuário. No entanto, o advogado ressaltou que “não se pode tirar conclusões precipitadas a respeito da autoria.”

“Gilson, quando soube do fato, ficou profundamente abalado e teme também pela sua vida. Segundo ele, por várias vezes, traficantes cobravam dele e de Rosemery dívidas que o filho fazia para sustentar o vício dele e de seus amigos narcodependentes. Essas cobranças eram sempre feitas com ameaças de morte”, afirmou Mattar Assad.

Atualização

A assessoria de imprensa da Polícia Militar informou que a prisão aconteceu depois que um policial de folga reconheceu Ribeiro em um mercadinho de Contenda. Antes de dar voz de prisão, ele ainda confirmou a identidade do suspeito e se havia um mandado de prisão contra ele em aberto.

Confirmadas essas informações, o reforço policial foi ao local e efetuou a prisão.