22°
Máx
17°
Min

Polícia prende suspeitos de integrar grupo de extermínio em Ponta Grossa

Dois vigilantes foram presos suspeitos de homicídio e tentativa de homicídio ocorridos em maio deste ano (Foto: Stiven de Souza / Rede Massa) - Polícia prende suspeitos de integrar grupo de extermínio
Dois vigilantes foram presos suspeitos de homicídio e tentativa de homicídio ocorridos em maio deste ano (Foto: Stiven de Souza / Rede Massa)

A Seção de Homicídios da 13ª Subdivisão Policial (SDP) de Ponta Grossa cumpriu nesta quinta-feira (1º) dois mandados de prisão temporária contra dois vigilantes de uma empresa de segurança na cidade. Eles são suspeitos de um homicídio e de uma tentativa de homicídio ocorridos em maio deste ano.

As investigações apontaram que os vigilantes agiam como ‘justiceiros’ e tinham por objetivo, segundo a polícia, “tirar de circulação envolvidos em crimes contra o patrimônio que agiam na região em que a empresa atuava”. Em um dos casos investigados, as vítimas foram algemadas e colocadas no porta-malas de um veículo e, em seguida, levadas para um local distante da cidade, na região do Alagados.

De acordo com a polícia, uma das vítimas foi executada com um tiro na cabeça e a outra foi torturada com coronhadas e choque elétrico, sendo abandonada desacordada. O sobrevivente foi encontrado três dias depois por investigadores e foi levado para receber atendimento médico.

As investigações continuam para apurar o envolvimento dos vigilantes e da empresa em que atuavam em outros crimes de homicídio e tortura ocorridos na cidade com características semelhantes. O nome dos envolvidos não foi divulgado pela polícia.