23°
Máx
12°
Min

Polícia suspeita de homofobia em espancamento de rapaz na Prainha

Polícia suspeita de homofobia em espancamento de rapaz

A Delegacia de Homicídios (DH) trabalha nas apurações dos fatos relacionados ao espancamento do jovem Eliezer Brás da Conceição, 21 anos, ocorrido nesta semana em Foz do Iguaçu, no Oeste do Paraná.

O jovem saiu de casa para dormir em um quiosque que pertence à família na noite de segunda-feira (3) e não retornou no dia seguinte. Preocupado, o pai dele saiu à sua procura e o encontrou bastante ferido e ensanguentado na tarde de ontem, na Prainha, na região do Três Lagoas.

Segundo o delegado titular da DH, Carlos Eduardo Pezzette Loro, até agora, há duas principais suspeitas de motivação. “A primeira é relacionada com o que os familiares disseram. O rapaz é homossexual e a agressão pode ter sido motivada por preconceito. A segunda é roubo seguido de tentativa de homicídio, pois foram levados o celular e a carteira da vítima”, disse.

A Polícia Civil ainda ressaltou que pode haver, em terceira hipótese, outro motivo ainda não considerado. “Estamos pesquisando, temos poucas informações. Hoje, já ouvi cinco pessoas a respeito desse crime”, completou em entrevista ao Massanews.

No local onde o rapaz foi encontrado ferido, foi recolhido um pedaço de pau, provavelmente usado pelo agressor. Dois objetos também serão analisados na tentativa de identificar os suspeitos. “Recolhemos duas garrafas de cerveja, que podem conter digitais, uma barra de ferro e uma faca. Elas serão analisadas pela perícia para auxiliar nas investigações”.

O rapaz continua internado, em estado grave, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Municipal. Segundo a assessoria, ele está sedado e respira com a ajuda de aparelhos. Seu estado é gravíssimo.

Segurança no local

A Prefeitura de Foz do Iguaçu (PMFI) informou, por meio de nota, que a Fundação Cultural, responsável pelo local, está traçando um plano de recuperação e limpeza da área "para que possa haver liberação em condições de garantir o lazer e principalmente a segurança dos usuários por meio da Guarda Municipal (GM), em conjunto com outros órgãos de segurança".