22°
Máx
16°
Min

Policial aposentado acusado de homicídio é absolvido em júri popular

Foto: Léo Silva - Policial aposentado acusado de homicídio é absolvido em  júri popular
Foto: Léo Silva

O júri popular na comarca de Assis Chateaubriand que teve inicio as 09h de sexta-feira (03), durou mais de 9 horas e o resultado foi que o policial militar aposentado que estava como réu, Isaias Francisco de Barros, acusado de homicídio contra o jovem Guilherme Hannusch dos Reis Silva, foi absolvido do crime que aconteceu no dia 19 de julho de 2012 em um bar no distrito de Encantado do Oeste. 

No júri presidiu a sessão a juíza Sandra Lustosa Franco, atuou na acusação a promotora Rosangela Rodrigues de Oliveira e na defesa do réu o advogado Luciano de Souza Katarinhuk.

Durante o julgamento várias pessoas compareceram no local sendo amigos e familiares da vítima e do réu. Antes do inicio do júri, um tumulto de pessoas surgiu em frente ao fórum, sendo necessário acionar varias equipes da PM para reforçar o julgamento. Assim que encerrado, tudo terminou tranquilo no local

O crime

O homicídio aconteceu na noite de quinta-feira, 19, por volta das 20h00 em um bar nas proximidades da praça central. De acordo com informações da Policia Militar de Assis Chateaubriand que atendeu a ocorrência, Guilherme Hanunush da Silva Neto, de 20 anos na época, foi morto com um tiro na região da cabeça. O crime aconteceu num estabelecimento chamado ‘Bar do Neno’, sendo que no local do fato, ninguém quis falar a respeito do crime.

Uma equipe da Polícia Civil de Assis Chateaubriand esteve no local, onde coletou as primeiras informações referentes ao fato. O corpo de Guilherme foi removido e encaminhado para o IML de Toledo. O policial aposentado se apresentou dias depois na delegacia e prestou depoimento sobre o fato ocorrido.

Colaboração: Léo Silva / Rádio Jornal AM