21°
Máx
17°
Min

Policial militar ferido em assalto segue internado

O policial militar Evair Gonçalves que foi ferido por tiros em um assalto a uma panificadora localizada na Avenida Jacob Macanhan, em Pinhais, na noite de domingo (28), segue internado. A ação dos assaltantes foi registrada pelas câmeras de segurança do local e mostram o momento em que o policial está sentado no balcão e o rapaz que entra no local com capacete da voz de assalto e na sequência entra em luta corporal com o policial, que chega a sacar a arma, mas não atira. Um segundo suspeito aparece e o policial acaba atingido por tiros.

Gonçalves que é policial militar em Pinhais foi socorrido pelo Siate e encaminhado ao Hospital Cajuru, com ferimentos considerados graves, com risco de morte. Conforme boletim médico, o PM encontra-se internato na UTI, em estado grave, devido aos dois tiros recebidos na cabeça.

Depois de atirar contra o policial, os suspeitos fugiram a pistola de calibre ponto 40 do policial.


Policial militar foi ferido durante assalto a panificadora, em Pinhais (Divulgação/PM)

A reportagem entrou em contato com a Assessoria de Imprensa da Polícia Militar, e foi informada que “a corporação irá se pronunciar oficialmente no decorrer desta manhã”.

A princípio, a investigação correrá sob a responsabilidade da Delegacia da Polícia Civil de Pinhais, que também deve divulgar outras informações na sequência.

Atualização

A Assessoria de Imprensa da Polícia Militar afirmou que “o policial militar que estava de folga na noite de domingo, e estava fazendo compras, presenciou o assalto e deu voz de abordagem aos assaltantes, que não acataram e entraram em luta corporal com o policial”. A Assessoria ainda afirmou que após atirar contra o policial, os suspeitos fugiram levando a arma de trabalho do policial, pertencente a Polícia Militar do Paraná”. Por conta disso, o procedimento normal adotado pela corporação, é a abertura de inquérito interno.

À polícia, a casa hospitalar informou que os ferimentos sofridos pelo policial são graves e que ele passa por procedimento cirúrgico nesta manhã.

A investigação do crime é de responsabilidade da Polícia Civil. De acordo com o delegado de Pinhais, Vitor Dutra, “já existem algumas suspeitas”. “Nós iniciamos as investigações logo após o crime e já temos o indicativo de dois suspeitos de terem cometido o assalto e baleado o policial. Acredito que nas próximas horas eles possam estar devidamente identificados e presos”, afirmou.