22°
Máx
17°
Min

Porto abriga espécies ameaçadas de extinção

Porto abriga espécies ameaçadas de extinção

Monitoramento da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) apontou que 29 espécies de ambientes aquáticos vivem nas baías de Paranaguá e Antonina, no litoral do estado. Ao todo 4 mil indivíduos de aves foram identificados.

O monitoramento teve início em maio deste ano e entre os animais foram identificadas espécies ameaças de extinção:  trinta-réis-real, considerado como Em Perigo; trinta-réis-de-bico-vermelho e saíra-sapucaia. Foram identificados ainda as espécies o guará, ave com recolonização recente no litoral do Paraná, e o papagaio-da-cara-roxa, considerada “quase ameaçada”.

“Este é mais um programa desenvolvido pelos Portos do Paraná para monitorar o estado de conservação da fauna e da flora nas baías de Paranaguá e Antonina. Todo o trabalho da Appa é fiscalizado pelos órgãos ambientais e visa minimizar os impactos da atividade portuária sobre os ecossistemas existentes”, explica o diretor-presidente Appa, Luiz Henrique Dividino. “O monitoramento de aves está demonstrando que é possível aliar o desenvolvimento econômico com a conservação do meio ambiente. Hoje, a Appa promove diariamente mais de 30 programas com o intuito de proteger as baías de Paranaguá e Antonina”, comenta.

Estão em análise os espaços Trapiche de Antonina, na Ponta da Pita; os arredores do Santuário Nossa Senhora do Rocio, em Paranaguá; a Ilha do Mel e em um trecho de 60 quilômetros (embarcados) entre os Portos de Paranaguá e Antonina. Os estudiosos estiveram em manguezais, restingas, marismas, praias arenosas, praias com presença de rochas e planícies de sedimentos que ficam expostos durante baixas de marés.

O monitoramento será realizado até outubro de 2018. “O principal objetivo do programa é levantar e monitorar as espécies que ocorrem nas baías e sua dinâmica ao longo do tempo, além de buscar as áreas de maior relevância ecológica para as aves”, explica o oceanógrafo e coordenador do Programa da Biota Aquática da Appa, André Cattani.

Colaboração Agência de Notícias do Estado