22°
Máx
14°
Min

Prefeitura de Londrina quer manter ponte do Exército no rio Taquara

(foto: N.Com/Divulgação) - Prefeitura quer manter ponte do Exército no rio Taquara
(foto: N.Com/Divulgação)

O prefeito Alexandre Kireeff solicitou, na tarde desta quarta-feira (13), em ofício encaminhado ao ministro de Estado da Integração Nacional, Helder Barbalho, a ampliação da permanência da ponte móvel instalada pelo Exército Brasileiro sobre o rio Taquara até março de 2017. A medida tem como finalidade garantir que a estrutura metálica, instalada em março, fique no local até que sejam concluídas as obras de recuperação, previstas para fevereiro do próximo ano.

Segundo Kireeff, o pedido para que o Ministério da Integração reveja a intenção de remover a estrutura provisória visa atender a uma necessidade da população. “Nós estamos apresentando essas considerações ao Ministro porque essa ponte é muito importante para a cidade de Londrina. Trata-se de uma conexão essencial do Município”, frisou.

A ponte original, que faz a transposição do distrito de Paiquerê com o patrimônio de Guairacá, foi danificada pelas fortes chuvas ocorridas no mês de janeiro. A ponte móvel foi instalada mediante parceria da Prefeitura de Londrina com o Exército Brasileiro.

No ofício, o prefeito frisou que, em abril, a Prefeitura recebeu a sinalização de uma possível liberação de aproximadamente R$8 milhões, por parte do Ministério da Integração Nacional. Os valores devem ser utilizados para recuperar 10 pontes danificadas pelas chuvas. A ponte sobre o rio Taquara é uma das dez estruturas que poderão receber recursos para reconstrução.

A autorização do governo federal permitiu que a Prefeitura desse início aos procedimentos de licitação, atendendo aos critérios previstos em lei. “Até o momento, não recebemos os recursos do governo federal, e estamos cumprindo rigorosamente o cronograma. Os processos licitatórios para a construção dessa e de mais nove pontes estão tramitando regularmente, com previsão de término das obras em fevereiro de 2017”, ressaltou Kireeff.

Até o momento, o Município já recuperou 35 das 45 pontes e pontes-aterro prejudicadas total ou parcialmente após maior evento climático extremo, ocorrido em Londrina. Os prejuízos totais ultrapassaram os R$ 95 milhões, incluindo bens públicos e privados, mensurados pela Defesa Civil.


(com informações do Núcleo de Comunicação da Prefeitura)