21°
Máx
17°
Min

Prefeitura de Paranaguá afirma que vai buscar soluções para alagamentos

A Prefeitura de Paranaguá divulgou uma nota no início da noite desta terça-feira (23), afirmando que está estudando a construção de uma nova rede coletora na região das vilas Jardim Iguaçu e Vila Marinho. Durante à tarde desta terça, um grupo de moradores realizou um protesto e chegou a bloquear a BR-277 para pedir providências contra os problemas recorrentes de alagamento na região.

A Prefeitura, no entanto, alegou que os possíveis alagamentos estão acontecendo no local por causa de ocupações irregulares ocorridas nos últimos anos, que acabaram danificando, de acordo com a nota, a rede coletora que existia na região e que precisou ser tampada. A situação, de acordo com a Prefeitura, acaba prejudicando o escoamento da água das chuvas, causando os alagamentos.

O protesto desta terça-feira (23) durou quase três horas e formou um congestionamento de 4km nos dois sentidos da BR-277. Os moradores chegaram a utilizar os móveis danificados pela enchente para atear fogo e interditar a pista, que só foi liberada no final da tarde.

Segundo informações da Secretaria Municipal de Obras Públicas, há cerca de dois dias, representantes da Prefeitura se reuniram com cidadãos do local, explicando a atual situação e os planos para construir uma nova rede coletora. Mesmo assim, os moradores da região realizaram o protesto na tarde desta terça-feira (23), algo que, de acordo com a nota da prefeitura, “faz parte da democracia e do livre direito de manifestação do cidadão.”

O município ainda ressaltou na nota que os problemas de alagamento não são exclusivos de Paranaguá, mas que acontecem em todo o estado por conta da grande quantidade de chuvas registradas no Paraná. Segundo a Prefeitura, o Simepar registrou um total de 474 mm de chuva em fevereiro no município de Paranaguá. A previsão normal seria de 265 mm para todo o mês, no município.