28°
Máx
17°
Min

Prefeitura deixa para 2017 previsão de recursos para projeto do Viaduto do Orleans

(Foto: Divulgação / Câmara Municipal de Curitiba) - Prefeitura adia novamente Viaduto do Orleans e solução fica para 2017
(Foto: Divulgação / Câmara Municipal de Curitiba)

Intervenções no Viaduto do Orleans sobre a BR-277 são reivindicações da população da região há muitos anos. Os congestionamentos são recorrentes neste ponto, causando enormes transtornos. Moradores e comerciantes vêm solicitando uma solução para o tráfego neste ponto.

O viaduto não comporta mais a quantidade de veículos que transitam entre os bairros Santa Felicidade, São Braz e Orleans. Com os semáforos ainda para entrada e saída no viaduto, as filas de veículos se formam facilmente, independentemente do período do dia.

Em março deste ano, uma audiência pública debateu as possíveis intervenções no viaduto. Na ocasião, o Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc) apresentou estudos para a região. No entanto, os moradores seguem sem uma solução.

A Prefeitura de Curitiba, por meio de assessoria de imprensa, informou que o Ippuc realizou uma série de estudos que resultaram em quatro cenários: duplicação do viaduto existente; alargamento do viaduto e das vias marginais da BR-277; alargamento do viaduto com um semáforo; e inversão de sentidos e alteração de circulação do tráfego existente.

Segundo a administração municipal, os estudos foram apresentados para a comunidade em reunião do Conselho Comunitário de Segurança do São Braz (Conseg) e em audiência na Câmara Municipal. A opção foi pelo alargamento (duplicação) do viaduto e substituição dos atuais três semáforos existentes por um único. A prefeitura informa que a obra garantirá a fluidez no trânsito local até pelos menos 2035.

(Foto: Reprodução)(Foto: Reprodução)

No entanto, ainda haverá bastante espera por uma solução definitiva. De acordo com a prefeitura, a Lei Orçamentária Anual de 2017 (LOA 2017) prevê recursos para a realização dos projetos de requalificação do Viaduto do Orleans. Estão reservados R$ 978.688,29 para a elaboração dos três projetos executivos que irão compor o projeto global: Fase 1 (projeto de duplicação do viaduto), Fase 2 (projeto da intersecção em forma de diamante) e Fase 3 (projeto das desapropriações necessárias para a realização das obras).

Após a conclusão dos projetos, “será possível realizar os orçamentos para as etapas seguintes, com a respectiva previsão, na LOA de 2018, da próxima fase. Sendo assim, em 2018 deverão ocorrer a licitação e o início das obras de alargamento (duplicação do viaduto)”, traz a nota da prefeitura. Depois disto, “deverão ser previstos os recursos para a fase final da obra, a quadruplicação do viaduto, com a intersecção em formato de diamante”.

Até lá, os moradores e os motoristas que passam pela região deverão ter muita paciência para enfrentar os congestionamentos.