22°
Máx
17°
Min

Prefeitura divulga ‘aperitivo’ de viaduto do Superbus

(foto: Divulgação) - Prefeitura divulga ‘aperitivo’ de viaduto do Superbus
(foto: Divulgação)

O prefeito Alexandre Kireeff assinou, nesta sexta-feira (6), duas ordens de serviço relacionadas ao projeto Superbus. A primeira autoriza a empresa londrinense Zocco Engenharia e Projetos, de Londrina, a iniciar a avaliação do pavimento nos corredores do Superbus. O prazo para conclusão é de 180 dias e os recursos para contratação destes serviços serão financiados junto à Caixa Econômica Federal, através do PAC II.

A outra ordem de serviço permite que a empresa EPT – Engenharia e Pesquisas Tecnológicas, de São Paulo, elabore os projetos estrutural, elétrico e hidráulico do viaduto na avenida Dez de Dezembro, sobre a rotatória com a avenida Leste-Oeste, fundamental para fazer a conexão da zona leste com a região central.

O prazo para conclusão e entrega é de 150 dias e os recursos para esta contratação são provenientes de contrapartida de Estudos de Impacto de Vizinhança (EIV), de um shopping center localizado nas imediações. As duas empresas foram vencedoras de licitação. O Monumento ao Viajante será transferido, posteriormente, para uma das laterais da rotatória.

(foto: Divulgação)(foto: Divulgação)

 Kireeff ressaltou que esta é mais uma etapa superada para que o Superbus seja implementado, pois o projeto envolve aspectos operacionais, investimentos nos equipamentos de transporte e na estrutura viária “Isso vai trazer benefícios para quem mais precisa, que são os moradores de Londrina, por meio de qualidade de serviço, velocidade no deslocamento e qualidade de vida”, completou.

Com relação a avaliação de pavimento dos seis corredores do Superbus, o prefeito ressaltou que realizar um estudo aprofundado da qualidade e natureza do solo é essencial para que a deterioração da pavimentação asfáltica seja amenizada. “É claro que todo corredor de ônibus exige manutenção permanente, mas é necessário que tenhamos perfeitos conhecimentos das características deste solo para que possamos escolher a tecnologia mais apropriada”, disse.

Segundo o assessor executivo para Projetos Estratégicos, Carlos Alberto Geirinhas, as duas empresas foram contratadas através de processo de licitação. “Foram duas licitações concorridas, o que comprova a seriedade da Prefeitura de Londrina perante o mercado, e garante a lisura do processo”, frisou.

Geirinhas explicou que a avaliação de pavimento dos seis corredores do Superbus permite que sejam feitas intervenções nos locais necessários antes que os corredores sejam utilizados. “É um trabalho moroso, detalhista, e que vai fornecer instruções técnicas para licitarmos a obra”, explicou.

Durante solenidade, o secretário municipal de Obras e Pavimentação, Walmir Matos, destacou a economia nas licitações. Segundo ele, o projeto do viaduto foi orçado pelo Município em cerca de R$ 775 mil e a empresa venceu por R$ 430 mil. “Isso é fruto de uma licitação transparente, de um certame amplamente divulgado, onde oito empresas participaram, o que demonstra a qualidade da nossa administração”.

(com informações do Núcleo de Comunicação da Prefeitura de Londrina)