27°
Máx
13°
Min

Prefeitura e Fomento Paraná liberam financiamento para taxistas e produtores culturais em Londrina

(foto: N.Com/Divulgação) - Prefeitura libera financiamento para taxistas e produtores culturais
(foto: N.Com/Divulgação)

Durante a primeira semana da “Quinzena do Empreendedor Taxista e da Cultura”, a Prefeitura de Londrina, em parceria com a Fomento Paraná, realizou 30 atendimentos a taxistas e 10 a produtores e agentes culturais. Destes, dois contratos de financiamentos para taxistas foram firmados. Serão aplicados R$ 60 mil, ao todo.

A intenção da quinzena é auxiliar os profissionais de ambas áreas na concessão de crédito especial. Os interessados podem agendar horário, das 12 às 18 horas, por meio do telefone (43) 3372-4108 ou pessoalmente na Sala do Empreendedor, localizada no prédio administrativo da Prefeitura (Av. Duque de Caxias, 635, Centro Cívico).

“Esse início foi bastante positivo em termos de atendimentos. Conseguimos receber e atender 30 taxistas, visitamos cinco pontos de táxis e firmamos o contrato com dois deles. Nossa expectativa é que o processo desses dois financiamentos esteja finalizado no próximo mês”, informa o agente de Desenvolvimento da Fomento Paraná na Sala do Empreendedor, Kia Santana

Durante esse período, os taxistas terão à disposição um crédito suplementar de R$ 2 milhões liberados para todo Paraná. Eles poderão utilizar o dinheiro do financiamento para aquisição de veículos; para a conversão do motor do carro para uso de Gás Natural Veicular (GNV), ou, ainda, para a adaptação do veículo para atender pessoas com dificuldades de mobilidade. O financiamento para esse grupo vai até R$ 50 mil com taxas de 0,99% ao mês. Eles terão até 60 meses para pagar o financiamento.

Cultura

A partir de segunda-feira (10), a intensificação dos trabalhos será voltada aos produtores e agentes culturais. Para eles, há recursos suficientes para suprir toda a demanda. Poderão requerer o financiamento, os profissionais que trabalham com teatro, dança, música, cinegrafia, artesanato, artistas plásticos, entre outros. Eles poderão utilizar o dinheiro como capital de giro ou capital fixo como, por exemplo, em compra de equipamentos e custeios de manutenção da empresa.

Na linha do microcrédito, para o empreendedor cultural individual, formal ou informal, o valor financiado chega a R$ 20 mil. Já para os microempresários formais, o montante vai até R$ 100 mil. No primeiro caso, os trabalhadores terão até 36 meses para quitar o financiamento e, no segundo caso, varia de 60 a 180 meses. Os juros variam de 1,26% a 1,67%, no máximo.

A segunda quinzena de outubro será reservada para atendimentos personalizados e visitas ao público para apresentar as melhores condições de financiamento e taxas de juros dentro das linhas de microcrédito. Após o atendimento especial aos taxistas e agentes culturais, a população poderá procurar os serviços de financiamento especial na Sala do Empreendedor, na Associação Comercial e Industrial de Londrina (Acil) e na Secretaria do Trabalho, Emprego e Renda.

A Fomento Paraná já liberou R$ 16 milhões em financiamento este ano. Para Londrina, vieram R$ 1,2 milhão, que atenderam 32 taxistas.

(com informações do Núcleo de Comunicação da Prefeitura de Londrina)