28°
Máx
17°
Min

Prefeitura envia à Câmara projeto para universidade gratuita na zona norte de Londrina

A prefeitura de Londrina protocolou, nesta segunda-feira (16), projeto de lei que cria a primeira instituição de ensino superior na região norte de Londrina. O projeto prevê que a Universidade Aberta do Brasil (UAB) seja instalada na Rua Luís Brugin, 615, em um prédio anexo ao Complexo Esportivo Maria Cecília.

O Polo Presencial da UAB em Londrina contribuirá para oferta de ensino superior gratuito de qualidade e consequentemente para a capacitação dos profissionais da educação básica do Município e região.

A ideia, segundo a diretora de Planejamento da Secretaria Municipal de Educação, Lúcia Cristina Araújo Moreira, ao instalar o polo na região norte, é democratizar o acesso ao ensino superior gratuito, já que a região possui uma população de aproximadamente 150 mil pessoas, maior do que a de muitos municípios. Isso também valorizará aspectos econômicos da região norte.

De acordo com Lúcia, existem mais de 800 polos presenciais do tipo, conveniados a cerca de 80 instituições de ensino superior de Ensino À Distância (EAD) no Brasil. No Paraná, já são 51. “Desde 2005, quando foi criada pelo Ministério da Educação, a UAB abre suas atividades com um curso de licenciatura. Aqui, vamos oferecer o curso de Licenciatura em Letras, conveniado com a UEM”, contou. Segundo ela, na época da elaboração do projeto, a UEL ainda não tinha o curso estruturado para EAD. O primeiro vestibular deve acontecer no segundo semestre, ainda sem número de vagas definido.

O atual convênio não impede, no entanto, que o Polo faça novos convênios com outras universidades e instituições de todo Brasil. “Também não será necessário que os demais cursos sejam de licenciatura. Já estamos estudando várias opções, inclusive o de Direito”, explicou a diretora. O segundo curso, no entanto, deve aproveitar a estrutura onde o Polo será instalado. “O Complexo Esportivo pode servir para instalarmos um curso de Licenciatura em Educação Física. O pessoal do MEC, na vistoria que fez, já anotou toda a estrutura para um futuro processo”, disse.

O prédio também será utilizado, nas horas em que estiver sem as aulas presenciais da UAB, para atividades especiais como a Escola dos Pais, reuniões da REDE – composta pelas secretarias de Educação, Saúde e Assistência Social – e capacitação de professores da rede pública de ensino.

(com informações do Núcleo de Comunicação da Prefeitura de Londrina)